MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Matheussi queria conhecer Helsinki Thunder e conhece com gosto de vitória!!!

A segunda etapa da DTM Series, realizada pela VORC Series foi no circuito de rua de Helsinki Thunder na Finlândia, um traçado ao estilo antigo baseado no traçado usado em 1996 pelo antigo ITC, contando com trechos repleto de curvas difíceis e muito ondulado, o que acabou dando a tônica a dificuldade da corrida.


QUALIFICAÇÃO:
Ernesto Brock (HVM Racing Team) fez o melhor tempo, virando 1:18.800, seguido de perto por Fabricio Matheussi da 4EverBr que acabou vindo em segundo lugar com 1:18.925.
Elisio Netto (Cisco Air Racing) e Ricardo Prediger da Team Schnell formaram a segunda fila.
Cristiano Gomes, Edgar Horst Jr, Paulo Rodrigues, Alessandre Silva, Alexandre Oliveira e Martin Rossi formaram o top 10 dos 20 pilotos do evento.


CORRIDA:
Da mesma forma que em Spa um acidente, logo na largada o motor de Cristiano Gomes (Calango Racing) fica parado no grid, e acaba gerando um big one. Com isso a bandeira amarela chegou antes mesmo da primeira volta.
Dada a relargada, Ernesto Brock era seguido de perto por Matheussi, com Elisio Netto e Ricardo Prediger em seu encalço.
Até a chegada da segunda amarela causada por Martin Rossi.
Com a relargada dada, um pequeno stint até nova amarela na volta 8, com Elisio Netto e Alessandre Silva abandonando simultaneamente em incidentes diferentes.
Dada a largada a corrida ganhou um novo prognostico!, a corrida fluiu totalmente em bandeira verde, e nesse meio tempo as disputas e pilotos ganhando posições com os incidentes iam escalando o grid, até que Matheussi se aproveita na volta 18 e ultrapassa Ernesto Brock.
Na volta 28 uma nova amarela, com Emerson Barina (Herdez Competition).
Com isso a prova fechou em bandeira amarela com Fabricio Matheussi vencendo a segunda corrida no campeonato, com Brock em segundo lugar, Ricardo Prediger que fez uma corrida simples e o tempo todo sozinho, foi premiado com o pódio.
Emerson Czerkawski, Luciano Rocha, Lino Palladino, Paulo Rodrigues, Rafael Rodrigues, Alexandre Oliveira e Marco Parma foram os 10 melhores dos 14 carros que completaram a etapa finlandesa.


PUNIÇÕES:
Não houve protestos.

COMO FICA?:
Fabricio Matheussi amplia a liderança com a segunda vitória, agora com 50 pontos, Ernesto Brock salta para o segundo lugar no campeonato agora com 34 pontos.
Alexandre Oliveira vem em 3º com 27 pontos conquistados.
Paulo Rodrigues, Lino Palladino, Edgar Horst Jr, Cristiano Gomes, Ricardo Prediger, Rafael Rodrigues e Emerson Czerkawski completam o top 10.


A 4EverBr ainda segue líder do campeonato com 50 pontos conquistados, enquanto a HVM Sobe a vice liderança com 48 pontos.
A equipe CTE Racing HVM, aparece com o terceiro lugar no campeonato fazendo 31 pontos.
PDS Racing e Time XtraBe completam o top 5.


AGENDA:
Agora a categoria vai ao traçado de Rustavi na Georgia, circuito oriundo desde a época da União Soviética, que agora com administração privada, voltou a ser um traçado com potencial de mais corrida atualmente.


VT DA ETAPA:



Leia Mais... ►

Sobrevivencia em Punta del Este!


Em etapa difícil, em circuito de rua super complicado, os pilotos tiveram trabalho dobrado nas ruas uruguaias, com chicanes que acabaram se tornando um problema pelos excessos dos pilotos, o resultado acabou mudando e pilotos que acharam que estavam se dando bem, foram pegos com a calça nas mãos na etapa.

QUALIFICAÇÃO.
Danilo Sousa da The Racers Team foi o pole position com o tempo de 1:10.214, com Ernesto Brock saindo do segundo lugar com sua HVM Racing Team.
Marcelo Vieira (Parma Motorsports) e Tonga Guardia (Branca Sport Team) formou a segunda fila.
Dani Gomes, Jonatan Brochier, Alexandre Oliveira, Emanuel Granja, Paulo Rodrigues e Alexandre Emanuel formaram o Top 10 dos 18 pilotos do grid.

PRIMEIRA BATERIA.
A primeira bateria contou com uma etapa bem disputada, com o pole tendo problemas logo no primeiro momento da corrida.
Ao final de 17 voltas, Ernesto Brock vence a bateria 1 de Punta del Este, com o argentino Tonga Guardia em segundo, enquanto Danilo Sousa Cruzava em pista em terceiro lugar.
Mas ao final da bateria, o pós corrida mudou muito o cenário da corrida por causa das punições aos cortes por parte dos pilotos.
Com isso Tonga Guardia acabou levando a bateria, com Ernersto Brock caindo para segundo lugar, e Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) pulando para o terceiro lugar final no lugar do desclassificado Danilo Sousa.


SEGUNDA BATERIA.
Com a inversão dos 10 primeiros, o português Paulo Rodrigues (Time XtraBe) saiu na ponta, com Givaldo Spindola da Husky Racing Team em segundo lugar.
O peruano Alex Dance (Tacna Racing) e Alexandre Emanuel (Parma Motorsports) formaram a segunda fila.
A corrida foi bem mais disputada que a primeira, com Emerson Czerkawsky logo nas primeira voltas pulando bem e assumindo a liderança da prova por onde ficou por 9 voltas, mas um erro deu a liderança para Givaldo Spindola, que brigou com Ernesto Brock e Dani Gomes (Chrome Racing) no final da prova.
Givaldo Spindola passou na liderança, com Dani Gomes em segundo lugar e Ernesto Brock com o terceiro posto.
No pós corrida a situação mudou com as punições, Dani Gomes vence sua segunda corrida na temporada, com Ernesto Brock em segundo e Givaldo Spindola caindo para o terceiro lugar.


PUNIÇÕES.
Os cortes de pista foram analisados em virtude do alto número de abusos por parte dos pilotos, baseado nos parâmetros pré-determinados no post da etapa. Foram descartados 3 cortes da soma dos pilotos, como é no simulador.

BATERIA 1.
J.Brochier – 10 +50s
P.Rodrigues – 6 +30s
E.Netto – 19 +DQ
D.Gomes – 4 +20s
A.Emanuel – 12 +60s
D.Sousa – 44 +DQ
M.Vieira – 12 +60s
G.Spindola – 5 +25s
A.Dance – 7 +35s
E.Brock – 3 +15s

BATERIA 2.
L.Palladino – 1 +5s
E.Brock - 2 +10s
E.Netto – 19 +DQ
F.Costa – 4 +20s
F.Esquitino – 2 +10s
F.Granado – 2 +10s
A.Dance – 6 +30s
G.Spindola – 6 +30s
D.Gomes – 3 +15s
A.Emanuel – 10 +50s
J.Brochier – 11 +55s
P.Rodrigues – 6 +30s
D.Sousa – 14 +DQ

COMO FICA?
Tonga Guardia continua na liderança mas empatado com Dani Gomes, empatados com 72 pontos.
Ernesto Brock aparece logo em terceiro por 62 pontos conquistados, Givaldo Spindola com 45 e Alexandre Emanuel aparecem na sequencia pelo top 5.


No campeonato de equipes a HVM Racing Team vem com 92 pontos, contra 83 da Chrome Racing que vem com a vice liderança. A Branca Sport Team aparece em terceiro (75 pontos)
Parma Motorsports e CTE Racing HVM aparecem na sequencia pelo top 5.


AGENDA.
Agora a categoria vai ao Peru, para a terceira etapa no circuito de La Chutana, onde o traçado de 2.420km permitirá boas disputas em suas retas, e parte técnica do traçado.


VT DA ETAPA.


Leia Mais... ►

Matheussi vence em estréia da DTM Series.


A VORC Series deu início a DTM Series, contando com quatro etapas e um grid de 24 carros, Spa Francorchamps foi o palco da abertura do campeonato. Sendo considerado um traçado conhecido por todos os pilotos, o resultado foi diferente do esperado com uma corrida contando com condições de bandeiras amarelas acima do normal. 

Mas ainda sim uma prova repleta de disputas enquanto a bandeira verde rolou, inclusive no final da prova.

QUALIFICAÇÃO:
A pole position ficou com Fabricio Matheussi (4EverBr) com o tempo de 2:11.596, seguido de Elisio Netto (Cisco Air Racing) que fez 2:12.694.
Alexandre Oliveira da CTE Racing HVM e Luciano Rocha com a #268 Racing, fecharam a segunda fila.
Completaram o top 10: Cristiano Gomes, Edgar Horst Jr, Thallisson Santos, Paulo Rodrigues, Marco Parma e Martin Rossi.



CORRIDA:
Na largada Matheussi sai na frente, mas logo uma bandeira amarela para tudo, com o acidente após o argentino Martin Rossi (Rossi Competizione) ter seu motor estourado e acabar ficando parado no grid, sendo atingido por outros carros, nisso já ficaram de fora da prova, Emerson Barina (Herdez Competition), Ricardo Prediger (Team Schnell), fora outros pilotos com carros danificados como Marcio Rocha (Cisco Air Racing 2) e Alessandro Loepper da PDS Racing.


Depois a corrida tentou seguir um bom ritimo, com Alexandre Oliveira chegando a tentar assumir a ponta, mas Matheussi se aproveitava bem e conseguia se recuperar na ponta.
Luciano Rocha que vinha com bom ritmo acabou abanando com um problema em sua internet.
Cristiano Gomes (Calango Racing) vinha com bom ritmo, e brigava com Alexandre Oliveira pela segunda posição com Alexandre tendo ligeira vantagem.
Na volta 13, uma nova bandeira amarela, com o piloto Elisio Netto se acidentando, juntando novamente todo mundo no grid.
A relargada foi dada e Fabricio Matheussi seguiu na ponta, enquanto Cristiano Gomes novamente vinha para cima de Alexandre Oliveira, atrás deles Ernesto Brock (HVM Racing Team) que vinha de 23º no qualy conseguia a ultrapassagem encima de Edgar Horst Jr da M Tech Sports.
Ao final de 19 voltas, Fabricio Matheussi vence na estréia da DTM Series em Spa Francorchamps.

Com Alexandre Oliveira tomando o segundo lugar na última volta, e Cristiano Gomes conquistando o pódio com o terceiro lugar.


PUNIÇÕES:
E.Brock > A.Sutti – [+20s, N2] Causando acidente.
*Como o piloto abandonou, perdeu 10 posições no próximo grid.



COMO FICA?:
Fabricio Matheussi inicia o campeonato como líder, 25 pontos, com Alexandre Oliveira em segundo com 20 pontos conquistados.
Cristiano Gomes com bom início de campeonato é o terceiro colocado.


A 4EverBr sai como líder do campeonato, A CTE Racing HVM e Calango Racing completam os 3 melhores do campeonato.



AGENDA:
O desafio aos pilotos agora será em Helsinki Thunder na Finlândia, em uma corrida que será um verdadeiro desafio por ser um circuito de rua e muito ondulado, traçado este dos tempos do ITC.



VT DA ETAPA:








Leia Mais... ►

Super Clio começa com tudo em terras argentinas.


A estréia da Super Clio Sudamericana não podia ser melhor, em terras argentinas para a primeira etapa do campeonato, o circuito de Rafaela em sua versão “roval” trouxe emoção ao melhor estilo, com um grid com 24 carros, as duas baterias tiveram disputas, side by side e pilotos errando em momentos cruciais, fato é, o campeonato começou de forma emocionante e promete muito para o seu complemento.

QUALIFICAÇÃO:
A pole position ficou com Givaldo Spindola da Husky Racing Team, com o tempo de 1:22.332, Dani Gomes (Chrome Racing) foi o segundo colocado, o piloto fez o tempo de 1:22.415, ficando a apenas 0.083 de Givaldo.
A segunda fila ficou formada por Danilo Sousa (The Racers Team) e Alexandre Oliveira da CTE Racing HVM.
O top 10 ainda foi formado por: Felipe Granado, Tonga Guardia, João Pedro, Ernesto Brock, Jonatan Brochier e o peruano Alex Dance.


PRIMEIRA BATERIA:
Dani Gomes aproveitou bem a largada, e pulou para a ponta, com Givaldo caindo algumas posições durante a largada, Tonga Guardia (Branca Sport Team) se aproveitou bem saindo de sexto e foi a segundo, e ficou em uma disputa intensa com Alexandre Oliveira.
Ernesto Brock era outro que vinha em crescente e chegou a andar na segunda posição se aproveitando bem das disputas, os incidentes iam acontecendo do meio para trás com bastante pilotos errando e se acidentando.
Em meio a tudo isso, Dani Gomes liderou as 15 voltas da corrida, para conquistar sua segunda vitória na liga, com o argentino Tonga Guardia em segundo lugar, a 1.6 segundos atrás de Dani, Ernesto Brock colocou sua HVM Racing Team em terceiro no grid.


O Top 10 ainda foi completado por: Alexandre Oliveira, João Pedro, Marcelo Vieira, Bruno Mali, Lino Palladino, Marcio Rocha e Paulo Rodrigues, ao todo 16 pilotos completaram a bateria.




SEGUNDA BATERIA:
Com Paulo Rodrigues (Time XtraBe) e Marcio Rocha (Cisco Air Racing 2) formaram a primeira fila com a inversão do grid.
Quem se deu bem logo na largada foi Bruno Mali (Equipe Piratas) que logo pulou para frente e assumiu a liderança.
Paulo Rodrigues vinha em segundo, enquanto na terceira posição disputas entre Ernesto Brock, Dani Gomes, Tonga Guardia e João Pedro (Cisco Air Racing) esquentavam pelo terceiro lugar e em meio a isso, Emerson Czerkawsky (HVM Racing Team) vinha saindo de 24º para a briga em franca acessão na prova.
Mas na volta 7, enquanto tentava um ultrapassagem na linha interna sobre Mali que havia errado e perdido a liderança para Tonga Guardia e João Pedro o piloto  acabou perdendo o carro e batendo forte, dando adeus a prova.
Tonga Guardia que não tinha nada a ver com isso liderou as 10 voltas finais e venceu a segunda bateria, com Givaldo Spindola que fez uma baita corrida e ganhou 16 posições para terminar em segundo, Alexandre Emanuel (Parma Motorsports) conquistou seu primeiro pódio pela equipe, e fechou em terceiro lugar.


Danilo Sousa atual campeão da Lancer R Cup, foi o quarto com: Alexandre Oliveira, João Pedro, Jorge Dillerva, Dani Gomes, Felipe Granado e Ernesto Brock completando os 10 primeiros, dos 14 pilotos que completaram a bateria.


PUNIÇÕES:
Bateria 1
Direção > M.Benavides – DQ, Não envio de LOG solicitado.

Bateria 2
Direção > M.Benavides – DQ, Não envio de LOG solicitado.

CARTEIRA PUNITIVA:



COMO FICA?:
Tonga Guardia assume a liderança com os pódios ao somar 45 pontos, enquanto Dani Gomes aparece como vice líder em somar 33 pontos. Alexandre Oliveira somou 26 e aparece em terceiro lugar.


No campeonato de equipes a Branca Sport Team sai na liderança com 45 pontos, a Parma Motorsports é a vice líder com 34 pontos, e a CTE Racing HVM começa como terceira colocada tendo feito 33 pontos.



AGENDA:
Agora a categoria vai ao Uruguai, para a etapa de Punta del Este, circuito de rua, muito técnico e ondulado, com trechos de subidas e descidas, esse traçado é baseado no da Formula E com suas retas e chicanes que irão dificultar as coisas para os pilotos.




VT DA ETAPA:








Leia Mais... ►

Thalisson Cardoso vence terceira edição da Cascavel de Ouro.

 


A terceira edição da Cascavel de Ouro da VORC Series foi realizada no ultimo sábado 17/10 com um grid de 24 inscritos, mas com 21 participantes, contanto apenas com os Gol e Passat, o grid teve muitos nomes novos, e alguns já antigos de outras edições.

A corrida contanto com uma duração de 2 horas contou com duas bandeiras amarelas e com um duelo intenso entre os primeiros colocados, e com isso as estratégias trouxeram um final pra lá de emocionante.

QUALIFICAÇÃO.
Guilherme Moresco (TH Competition / TEK Games) foi o pole position com 1:20,330. Enquanto Thalisson Cardoso da TH Competition seu companheiro de equipe foi o segundo colocado.
Michel Oliveira da #268 Racing e Ernesto Brock (HVM Racing Team) formaram a segunda fila.
Ronaldo Tramontini, Martin Rossi, Alexandre Oliveira, Ricardo Prediger, Luciano Rocha e Lino Palladino completaram o top 10 dos 21 participantes.


CORRIDA.
Com uma largada muito boa, Thalisson Cardoso assumiu a ponta logo de cara, e os companheiros de equipe foram tentando fugir na frente, mas era insensatamente seguidos por Michel Oliveira que vinha no mesmo ritimo deles.
Com a primeira bandeira amarela, causada por Tonga Guardia (Branca Sport Team) e Ernesto Brock o grid novamente ficou junto e as estratégias mudaram com alguns pilotos indo ao pit e outros ficando na pista.
A troca de posição na liderança vinha acontecendo a todo momento, enquanto bons pelotões em disputa se formavam nas posições seguintes, com a segunda amarela após o acidente de Luciano Santos (Not in Vain Racing) novamente a estratégias vieram a tona com a maioria do grid indo parar, enquanto Demilson Andrade (TH Competition / TEK Games) ficou a assumiu a liderança seguido por Emerson Czerkawsky (HVM Racing Team).
Michel Oliveira começava a se mostrar com uma estratégia muito boa de economia, e parou a 30 minutos do final, podendo levar o carro até o final, com isso Thalisson Cardoso e Guilherme Moresco foram aos boxes antes, para tentar não precisar parar em amarela caso tivesse.
Michel Oliveira foi tendo de economizar e com isso Thalisson se aproximou rapidamente na disputa, até que na volta 84 assumiu a ponta para liderar as duas últimas voltas da corrida, Michel acabou se complicando com a volta a mais dada pelo simulador e teve uma pane seca ficando de fora da disputa.
Após 2 horas de corrida Thalisson Cardoso vence a terceira edição da Cascavel de Ouro, com Guilherme Moresco em segundo, e fechando o pódio, Luciano Rocha da #268 Racing companheiro de Michel.
Completaram o top 10: Ricardo Prediger, Edgar Horst Jr, Alexandre Oliveira, Michel Oliveira, Emerson Czerkawsky, Alexandre Emanuel e Lino Palladino.



Leia Mais... ►