MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Com show à parte no final de prova Jesus Neto vence em Hamilton.


A sem final da MAN Creative Supercars, parecia que seria algo insosso e sem sal por causa do número de carros no grid (10 carros), mas o traçado neozelandês de Hamilton aliado as bandeiras amarelas, deram a quem assistiu a corrida ou esteve em pista, um dos finais mais alucinantes da história da VORC Series.

QUALIFICAÇÃO:
A classificação já começou com uma surpresa positiva, Renzo Melzi (Lenovo Racing Team) se tornou o primeiro peruano a cravar uma pole na história da liga, com o tempo de 1:22,225. Tendo Samuel Pontes (BSP Racing) saindo da segunda posição, enquanto Ernesto Brock que retornou as pistas com sua HVM Racing Team, e Martin Benavides (Tacna Racing) formaram a segunda fila, tendo ainda Emerson Czerkawsky, Jesus Neto, Luciano Rocha, Cadu Maciel, Jorge Dillerva e Fernando Esquitino, formaram o grid da etapa.



CORRIDA:
Logo na largada uma pequena confusão com o acidente entre Emerson Czerkawsky (HVM Racing Team) se tocou em Jesus Neto e acabou sobrando para Ernesto Brock que rodou e ficou para o final do grid, o até então líder do campeonato Fernando Esquitino (Branca Sport Team) vinha em uma corrida tímida, até que virou petardo ao pegar a chicane de forma errada, seu carro saiu voando e acabou capotando e caindo de teto para baixo, com o piloto acabando abandonando a prova ali mesmo e perdendo a liderança do campeonato.
A corrida vinha até que seguindo um bom ritmo mesmo sendo um traçado de rua, Ernesto Brock foi a segunda vítima da pista ao bater sozinho e causar nova amarela.
A bandeira amarela causada por Samuel Pontes na volta 28, trouxe ao final da corrida uma nova opção, vários pilotos foram aos boxes, exceto Luciano Rocha (#268 Racing) já reconhecido por suas estratégias diferenciadas, com isso a briga ficou intensa com Luciano na liderança e Emerson Czerkawsky que havia dado um pulo do gato com sua estratégia e Renzo Melzi, Jesus Neto vinha muito rápido e logo assegurou o terceiro lugar.
Com as disputas acontecendo, Emerson Czerkawsky tenta ultrapassagem mas espalha e acaba tomando um xis de Luciano.
Jesus Neto aproveita o bom ritimo dele com a pista, e consegue ultrapassar Emerson de surpresa e pula para o segundo lugar e inicia um embate contra Luciano na luta pela vitória.
Na ultima volta o pau torou! Neto e Luciano, erram na curva 1, Emerson tenta a ultrapassagem, mas acaba sendo tocado por Jesus Neto que se enroscou com Luciano.
Com Jesus levando a melhor na curva seguinte. O final eletrizante ainda teve Emerson no encalço de Jesus, mas não deu tempo.
Com isso após 37 voltas, Jesus Neto venceu a corrida em Hamilton, com Emerson Czerkawsky em segundo e Cadu Maciel fechando o pódio com sua BSP Racing 3.




LOG DOS PILOTOS:Download aqui

PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Não houve protestos.

CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS:




Punições:
Fernando Paredes > Largar dos boxes.

PONTUAÇÃO PILOTOS:




PONTUAÇÃO EQUIPES:




PROXIMA ETAPA:
Agora a grande final acontecerá no traçado de Queensland na Austrália onde o traçado é rápido e conta com trechos de Hairpins que as ultrapassagens devem acontecer aos montes.




VT DA ETAPA: