MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Leonardo Lopes vence duas em Ruapuna e se lança ao titulo!


Ruapuna Park foi o palco de penúltima etapa da TCR Oceânia Series, com 14 carros participando da etapa, Leonardo Lopes tinha grandes chances de encaminhar o título, enquanto o português Paulo Rodrigues precisava combater o próprio companheiro para manter boas chances de titulo.

QUALIFICAÇÃO:
Leonardo Lopes (Black Wings FSW) foi o pole position com o tempo de 1:26.941, com Cadu Maciel (BSP Racing) em segundo lugar, com 1:27.369.
Marcelo Vieira (Parma Motorsports) e Alexandre Emanuel (SUB Racing) formaram a segunda fila, ainda teve a terceira fila formada por Marco Parma (Parma Motorsports) e Cesar Bergesch da Black Wings RT.
Ainda completaram o grid: Paulo Rodrigues, Ernesto Brock, Tarso Marques, Felipe Granado, Gilson Rodrigues, Givaldo Spindola, Emerson Czerkawsky e André Sutti.



BATERIA 1:
A primeira bateria foi vencida por Leonardo Lopes, que liderou de ponta a ponta, com uma pequena diferença de 1.5 segundos com relação a Cadu Maciel que foi o segundo colocado, Alexandre Emanuel colocou a SUB Racing novamente ao pódio na liga, fechando em um ótimo terceiro lugar.
Ao todo 9 pilotos completaram a bateria, após uma queda geral com alguns pilotos derrubar 3 pilotos simultaneamente.



BATERIA 2:
Paulo Rodrigues (Black Wings FSW) largou na ponta da segunda bateria, com Gilson Rodrigues (BSP Racing 2) fechando a primeira fila.
Após ótima largada no início da prova, Gilson Rodrigues liderou as 13 voltas da bateria, tendo seu chará de sobrenome, o português Paulo Rodrigues em segundo lugar, Cesar Bergesch fechou o pódi

o, após largar do 7º lugar.
Já nesta bateria nada mais que 13 dos 14 pilotos conseguiram terminar a bateria.



BATERIA 3:
Com Ernesto Brock (HVM Racing Team) e Cadu Maciel formando a primeira fila, a terceira bateria começou bem.
Cadu Maciel assumiu a ponta logo de cara, e liderou 11 voltas ao longo da prova, mas um acidente envolvendo Emerson Czerkawsky (HVM Racing Team) que bisonhamente teve seu carro pousando ao fica em duas roda, em plena contra-mão, acertando em cheio o carro de Cadu, com isso Leonardo Lopes que não tinha nada a ver com isso, venceu a terceira bateria e a segunda da noite, Givaldo Spindola, pai de Leo e também piloto da Black Wings foi o segundo, e Alexandre Emanuel pela segunda vez terminando em terceiro na noite.]



PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Bateria 2.
 C.Maciel > G.Spindola : [+20s, +N2] A punição foi aplicada a ambos os pilotos, pelo motivo que extende-se abaixo.

Foi considerado que ambos os pilotos causaram incidentes que formaram toda a situação, no primeiro momento a troca de posição repentina de Cadu Maciel a frente de Givaldo Spindola, acabou por ocasionar um toque, que desestabilizou o carro de Givaldo o fazendo tocar em Marco Parma, nesse ponto entedeu-se que Cadu Maciel causou o incidentes.
Porém na sequência do lance Givaldo Spindola tenta devolver a posição para Marco Parma, apesar da atitude louvável em devolver a posição fez em local incorreto, e ao deixar Marco passar, tentou se defender de Cadu, indo em direção ao piloto, vale frisar que Cadu Maciel não era obrigado a esperar a situação, portando a forma da defesa de posição feita por Givaldo, inclusive causando a saída de pista foi considerada inadequada.
Ambos os pilotos estão sob observação para as próximas corridas.


CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS:



Givaldo Spindola – Largará dos boxes.

PONTUAÇÃO PILOTOS:



PONTUAÇÃO EQUIPES:



PROXIMA ETAPA:
Agora a grande final, será no traçado de Queensland em uma versão pouco conhecida, em um traçado rápido, que é praticamente um Anel Externo, tendo apenas um trecho mais lento.




VT DA ETAPA: