MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Terror Marroquino!!!


A VORC Series chegou na temida pista de Marrakesh, Marrocos, para realizar a terceira etapa da Scirocco Cup Africa. Um circuito desafiador, com longas retas intercaladas por chicanes com proteções de pneus a espera do menor erro dos pilotos para fazer a alegria dos chapeadores.

QUALIFICAÇÃO:
O mais rápido na classificação foi Alexandre Oliveira (CTE Racing HVM) que fez o tempo de 1:46.668 sendo apenas 0,026s mais rápido que Gilson Rodrigues (BSP Racing), o segundo. Cadu Maciel (BSP Racing) abria a segunda fila com Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) ao seu lado. Na sequência vieram Marco Parma, Marcelo Vieira, Alexandre Emanuel, Felipe Granado e Marcelo Nunes fechando os 9 primeiros e únicos pilotos a registrar tempo.


BATERIA 1:
A largada ocorreu de forma tranquila e às três primeiras posições se mantiveram inalteradas. Ainda na primeira volta, Marco Parma (Parma Motorsports) abria a lista de abandonos ao destruir seu carro na proteção de pneus. Quase ao mesmo tempo, Gilson Rodrigues partia para o ataque e assumia a ponta da prova.
A dificuldade da pista ia fazendo suas vítimas e com 7 voltas completadas já tínhamos os abandonos de Emerson Czerkawski, Alexandre Oliveira, Jesus Neto, Cadu Maciel, André Sutti e Marcelo Nunes.
Gilson Rodrigues não tomou conhecimento dos adversários e depois de 13 voltas venceu a primeira bateria com impressionantes 38s de vantagem para a dupla da CTE Racing HVM, Felipe Granado e Alexandre Emanuel que chegaram em 2.º e 3.º respectivamente.
O líder do campeonato, Ernesto Brock (HVM Racing Team) completou na quarta posição e Paulo Rodrigues (Time XtraBe) foi o quinto após uma bela ultrapassagem sobre Cesar Bergesh (CBR Team) na última curva. Marcelo Vieira (Parma Motorsport) e Emanuel Granja (TURBO) fecharam os 8 carros que completaram a prova.


BATERIA 2:
A segunda bateria, que tem grid invertido entre os 10 primeiros, contava com André Sutti (Parma Motorsport) largando na pole e tendo Marcelo Nunes ao seu lado. Na segunda fila tínhamos Emanuel Granja e Marcelo Vieira e na sequência Cesar Bergesch, Paulo Rodrigues, Ernesto Brock, Alexandre Emanuel, Felipe Granado e Gilson Rodrigues fechando os 10 primeiros.
André Sutti conseguiu segurar a ponta até a última curva quando errou o ponto de frenagem e passou reto, caindo para as últimas posições. Marcelo Vieira aproveitou a oportunidade e assumiu a ponta, trazendo junto Paulo Rodrigues e Ernesto Brock.
A prova seguia com muitas disputas e incrivelmente sem abandonos, com Paulo Rodrigues colocando forte pressão em Marcelo Vieira.
Na metade da prova Gilson Rodrigues foi o primeiro a se retirar e na sequência André Sutti teve o mesmo destino. Enquanto isso, la na frente, Paulo Rodrigues finalmente conseguia assumir a liderança, mas sua alegria não durou muito tempo, pois alguns minutos depois rodou sozinho e ao tentar retornar foi atingido por Marco Parma que acabou abandonando.
Faltando 5 minutos para o final, a BSP Racing vivia os extremos, com Cadu Maciel abandonando a prova e Jesus Neto assumindo a ponta. Paulo Rodrigues, depois de bater novamente, recolheu aos boxes e abandonou.
Depois de 12 voltas completadas, Jesus Neto venceu, dando a segunda vitória a BSP Racing no dia. Com um duelo espetacular do 2.º ao 5.º nesse final de prova, Alexandre Oliveira deixou todo mundo para trás e terminou em segundo, com Ernesto Brock completando o pódio. Na sequência vieram Felipe Granado, Marcelo Vieira, Alexandre Emanuel, Cesar Bergesch, Marcelo Nunes, Emerson Czerkawski e Emanuel Granja sendo os 10 que completaram a prova.



PONTUAÇÃO PILOTOS:
Ernesto Brock (HVM Racing Team) segue líder do campeonato com 60 pontos, seguido de Felipe Granado (CTE Racing HVM) que subiu para a vice liderança com 54 pontos e seu companheiro Alexandre Oliveira com 50.


PONTUAÇÃO EQUIPES:
A CTE Racing HVM segue na liderança com 75 pontos e ira brigar diretamente pelo título com a HVM Racing Team que vem com 63 pontos. A BSP Racing vem em terceira com apenas 45 pontos.


Proxima etapa:
Agora a categoria volta a África do Sul onde fechará a temporada no traçado de Kyalami, circuito sinuoso e bem complicado aos pilotos.