MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Ernesto Brock vence em "casa" da equipe e conquista segundo evento seguinte da TCR.


Em segundo evento de longa duração com os carros da TCR, foi a vez de Hermanos Rodriguez receber uma corrida, contando com 16 carros no grid, a etapa que começou no fim de tarde, surpreendeu a todos com a penumbra noturna que fez a corrida ter um final com variáveis interessantes e grandes disputas até o fim.

QUALIFICAÇÃO:
Em um treino classificatório disputadíssimo, Fabricio Matheussi (V-Horse Racing Team) conquistou a pole com o tempo de 1:43.882 apenas 0,001s a frente do segundo colocado, Alexandre Oliveira (Herdez Competition). Ernesto Brock e Givaldo Spindola dividiam a segunda fila sendo que a diferença entre os 4 primeiros era de apenas 0,010s.
Jesus Neto, largando em quinto, também estava próximo, apenas 0,088s atrás do tempo do pole. Completando o top 10 tínhamos Emerson Czerkawski, Felipe Granado, Cyro SantAna, Thallisson Santos e Marcelo Vieira, de um total de 16 pilotos que participaram do treino.


CORRIDA:
A prova seria disputada em 70 voltas e prometia muito depois do treino classificatório muito disputado. Alexandre Oliveira que seria o 2.º colocado no grid acabou largando dos boxes.
Ao apagar das luzes, Fabricio Matheussi disparou na frente e o destaque foi para Emerson Czerkawsky e Jesus Neto que largaram muito bem e pularam para a 2.ª e 3.ª posições respectivamente.
As disputas eram intensas em todas as colocações, principalmente entre os quatro primeiros, Matheussi, Neto, Czerkawski e Brock, que mudavam constantemente de posição.
Na quarta volta Marcelo Nunes (Mystery Racing Team) recolheu o carro aos boxes sendo o primeiro abandono da etapa.
As zebras eram as principais vilãs dessa pista, fazendo constantemente suas vítimas. Jesus Neto (BSP Racing) foi uma delas, desistindo da prova na 13.ª volta.
Nesse momento as disputas deram uma esfriada, tendo Emerson Czerkawski com uma liderança tranquila, seguido de Ernesto Brock e Felipe Granado.
Felipe Matheussi depois de largar na pole, vinha tendo dificuldades para controlar seu carro, e depois de várias rodadas ao longo da prova, acabou batendo forte no muro na 18.ª volta e abandonou a corrida, ocasionando a primeira intervenção do safety car. Durante a bandeira amarela, Cyro SantAna (4EverBT Team) perdeu o controle, bateu no muro e abandonou a prova.
Anoitecia no traçado Mexicano e na 25.ª volta tivemos a relargada com Ernesto Brock na liderança, seguido de Felipe Granado, Marcelo Vieira e Alexandre Oliveira. Foram mais 10 voltas de muitas disputas, rodadas e saídas de pista, até que na metade da prova, Marcelo Vieira (Parma Motorsport), com problemas no volante, bateu na proteção de pneus e abandonou, ocasionando mais uma intervenção do safety car. Thallisson Santos (CTE Racing HVM) foi outro que abandonou na mesma volta, restando apenas 10 carros na corrida.
Na 40.ª volta, nova relargada, com Ernesto Brock na liderança, seguido de Paulo Rodrigues, Emerson Barina e Emerson Czerkawski. Como sempre com esses carros da TCR, mesmo com poucos pilotos na pista, as disputas eram sensacionais.
Duas voltas após a relargada, Alexandre Oliveira se viu obrigado a abandonar a prova, restando apenas 9 carros na pista.
A escuridão começava a se tornar um problema para os pilotos que tinham grande dificuldade de enxergar principalmente os pontos de frenagem. Na volta 51 Givaldo Spindola (Huski Racing Team) bateu forte na proteção de pneus, destruindo seu carro e provocando mais uma bandeira amarela.
Como nem todos os pilotos fizeram pit stop nessa bandeira amarela, na volta 56 tivemos a relargada com Felipe Granado na liderança, seguido de Emerson Czerkawski, Cristiano Gomes, Ernesto Brock e Emerson Barina.
Na volta seguinte, Granado foi para os boxes e Cristiano Gomes assumiu a liderança, iniciando um grande duelo com Ernesto Brock. Depois de muitas curvas lado a lado, Brock conseguiu a ultrapassagem e logo em seguida, Cristiano Gomes rodou sozinho, perdendo a posição para Emerson Czerkawski e retornando em 3.º.
A liderança de Ernesto Brock não durou muito já que o mesmo passou reto no final da reta principal, retornando em 3.º. Cristiano Gomes foi para cima de Emerson Czerkawsky e assumiu a ponta. Logo em seguida Emerson pegou na zebra e escapou da pista, perdendo a posição para Ernesto Brock. Nada estava definido na corrida, faltando apenas 8 voltas para o final.
Cristiano Gomes seguia tentando impedir a aproximação de Ernesto Brock, mas faltando 3 voltas para o final pegou numa zebra e rodou, perdendo a liderança.
Assim, depois de 2h15m de prova, Ernesto Brock levou a HVM Racing Team a vitória, com Cristiano Gomes em segundo e Emerson Czerkawski em terceiro. Completando os 8 pilotos que terminaram, tivemos Felipe Granado, Emerson Barina, Alessandre Silva, Marco de Andrade e Paulo Rodrigues.
Corrida espetacular que apesar do grid não muito grande, teve muitas disputas do início ao fim!


VT DA ETAPA: