MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Fuji tem corrida insana, e Danilo Sousa dispara na liderança do campeonato.

Em Fuji, a Lancer R Cup Series foi para a segunda etapa com um grid de 25 carros, onde a pista abertamente permitia disputas fortes, seguido de uma longa reta onde a freada da curva 1 foi um dos pontos chave da prova.
Com dois vencedores a corrida contou com um inusitado fato, de dois pilotos desclassificados após a bateria 2, gerando mudanças no resultado final.


QUALIFICAÇÃO.
Luiz Schmitz da #268 Racing, surpreendeu a todos e cravou a pole position com 2:00.032, seguido de Marco Parma com sua equipe Parma, andando super bem com o tempo de 2:00.271.
A segunda fila foi fechada com Alexandre Oliveira e Ernesto Brock ambos da HVM Racing Team.
Na terceira fila, o argentino Martin Rossi da Scuderia Rossi e Gilson Rodrigues (BSP Racing) na terceira fila.
Paulo Rodrigues, Marcelo Vieira, Tonga Guardia e Jorge Dillerva fecharam o top 10.


BATERIA 1.
Luiz Schmitz escapou na frente e liderou de ponta a ponta, enquanto na primeira curva, Marco Parma, Ernesto Brock e Alexandre Oliveira dividiram a curva e acabou que Brock levou a pior ao ser tocado por Alexandre Oliveira.
Martin “El Loco” Rossi em grande fase, se aproveitou da boa fase e ultrapassou Marco Parma assumindo o segundo lugar.
Na metade do grid, uma briga com vários carros vinha fazendo a graça da galera com pelo menos 8 carros andando muito próximos.
Danilo Sousa (Independente), Jesus Neto (BSP Racing) e Emerson Czerkawsky (CTE Racing HVM) vinham escalando o pelotão e subindo posições ao longo das disputas e confusões.
Ao final de 11 voltas, Luiz Schmitz vence sua primeira corrida na VORC Series, com o argentino Martin Rossi em segundo e Marco Parma comemorando muito o terceiro lugar e a boa fase da equipe Parma Motorsports como um todo.


BATERIA 2.
A segunda bateria foi muito pegada, ainda mais com o tanto de abandonos que teve, com apenas 13 dos 23 carros que largaram terminando a prova.
Emerson Czerkawsky saiu na primeira posição com o peruano Jorge Dillerva (SurPeru Motorsport) saindo do segundo lugar.
Jesus Neto e Tonga Guardia fecharam a segunda fila após a inversão do grid.
Na largada Dillerva conseguiu pular para a primeira posição e ai o que se viu foi uma batalha campal envolvendo muitos carros.
Jesus Neto conseguiu se livrar logo na segunda volta e assumiu a ponta da prova, de onde não saiu mais.
Jorge Dillerva seguia bravamente se defendendo dos ataques de Emerson Czerkawsky, com o português Paulo Rodrigues (Time XtraBe) e Luiz Schmitz vindo logo atrás.
Na quinta volta Danilo Sousa consegue passar por Emerson Czerkawsky e na sequência Dillerva pulando ao segundo lugar.
Logo depois de ultrapassado por Czerkawsky, Dillerva se tocou com Schmitz e acabou levando a pior.
O argentino Tonga Guardia (Branca Sport Team) era a bola da vez nos ataques a Emerson Czerkawsky, até que na volta 9 quando enfim o ultrapassou.
Depois de 11 voltas Jesus Neto vence a segunda bateria, mas acaba sendo desclassificado por não envio do LOG a organização, com isso caindo no colo de Danilo Sousa, Tonga Guardia que teria sido o terceiro também foi desclassificado pelo mesmo motivo de Jesus Neto, com isso a Parma Motorsports voltou ao pódio, mas dessa vez com Marcelo Vieira.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
Bateria 1.
C.Santana – M.Vieira – Indeferido – Foi considerado toque de corrida, já que o #64 estava fora do traçado ideal e fez a curva de forma incorreta acabando sendo tocado sem forma intencional.
M.Nunes – J.Brochier – Reversão – N2, +20s – O piloto reclamante, foi considerado culpado no lance, foi o piloto do #44 estava ao lado da pista dando espaço para o retorno seguro quando o #30 erra a curva e o atinge.
Direção - J.Neto - DQ - Não envio de LOG
Direção - T.Guardia - DQ - Não envio de LOG

CAMPEONATO DE PILOTOS.
Danilo Sousa sai disparado na liderança do campeonato com 71 pontos, com o surpreendente Marcelo Vieira fazendo seu melhor campeonato na história com 57 pontos.
O português Paulo Rodrigues vem na terceira posição da competição até aqui.


CAMPEONATO DE EQUIPES.
O time independente de Danilo Sousa lidera o campeonato com 71 pontos, enquanto a Parma Motorsports vem com 68 pontos, em um belo campeonato do time capitaneado por Marco Parma.
A HVM Racing segue em terceiro lugar no campeonato agora com 55 pontos conquistados.


PRÓXIMA ETAPA.
Agora a categoria vai a Autopolis, desconhecido da maioria dos pilotos, o traçado é bastante exigente tecnicamente, e deixará as disputas intensas devido à proximidade dos carros.


VT DA ETAPA.