MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Elisio Netto e Alexandre Oliveira vencem em Rivera, e briga pelo titulo segue em aberto.


Em corrida no Uruguai, o autódromo de Rivera contou com 24 caminhões para a terceira etapa do campeonato.
Alexandre Oliveira se mostrou muito forte assim como Elisio Netto, mas entre as baterias bem alternadas entre os pilotos acabou-se deixando um campeonato em aberto entre os pilotos para a etapa final em Interlagos.


QUALIFICAÇÃO.
Alexandre Oliveira (HVM Racing Team) foi o pole position com o tempo de 1:33.081, equanto Elisio Netto da Cisco Air Racing foi o segundo logo atrás com 1:33.446.
A segunda fila foi formada por Bruno Miranda (BMRS E-Sports) e João Hebert da M Tech Sports, até então vice líder do campeonato.
Dani Gomes (Chrome Racing) largaria em quinto e Ricardo Prediger (Team Schnell) em sexto.
Alisson Bullett, Tonga Guardia, Jonatan Brochier e Martin Rossi. Completaram o top 10.


BATERIA 1.
Elisio Netto se aproveitou dos problemas de Alexandre Oliveira e conquistou a sua terceira vitória na temporada da Copa Truck.
João Hebert lutando para se manter na briga pelo titulo foi o segundo colocado, enquanto Ricardo Prediger, sempre constante no campeonato foi o terceiro.
Alexandre Oliveira, Tonga Guardia, Bruno Miranda, Paulo Rodrigues, Alisson Bullet, Ernesto Brock e Emerson Czerkawsky foram o TOP 10 da bateria.


BATERIA 2.
Com Emerson Czerkawsky (CTE Racing HVM) e Ernesto Brock (HVM Racing Team) saindo da primeira fila, a segunda bateria começou com tudo e foi uma corrida com muitas confusões, pilotos errando e um resultado que mudou um pouco o foco no campeonato.
Emerson Czerkawsky bem que tentou na liderança da prova, mas a disputa intensa foi causando muita confusão entre os ponteiros.
Alexandre Oliveira foi o vencedor da segunda bateria mesmo com problemas, enquanto o argentino Tonga Guardia da Branca Sport Team foi o segundo colocado.
Ricardo Prediger completou novamente no pódio.
Emerson Czerkawsky, Ernesto Brock, Fernando Esquitino, Alisson Bullet, Jonatan Brochier, João Pedro e Marcio Rocha completaram os 10 primeiros.



PROTESTOS E PUNIÇÕES
Bateria 1.
A.Oliveira > A.Bullet - +10s, N1 – Defesa de posição causando incidente.
R.Rodrigues > D.Pilla - +30s, N3 – Acidente.
A.Bullet > M.Rossi - +30s, N3 – Incidentes com devolução de batidas.
M.Rossi > A.Bullet - +30s, N3 – Incidentes com devolução de batidas.

Punições para a próxima etapa.
Diego Pilla – atingiu 5 pontos, sem qualy na próxima etapa.
Martin Rossi – atingiu 7 pontos, largará dos boxes.

Os pilotos Alisson Bullet e Martin Rossi, ficam sob observação a partir desta etapa, com qualquer incidentes entre os pilotos ou os mesmos tomando a mesma atitude com os demais pilotos do grid, poderão ser punidos de forma mais direta e forte.

CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS.

PONTUAÇÃO PILOTOS.
Elisio Netto vem para a ultima etapa como líder do campeonato com 105 pontos conquistados, enquanto Ricardo Prediger pula para a vice liderança com 94 pontos.
Ainda na disputa João Hebert aparece com 89, enquanto Alexandre Oliveira com 85 e Bruno Miranda mantem chances matemáticas no campeonato.


PONTUAÇÃO EQUIPES.
A Cisco Air Racing segue líder com 105 pontos no campeonato, a HVM Racing Team tem 99 pontos e a Team Schnell vem em terceiro com 94. M Tech Sports e BMRS E-Sports vem na sequencia com 89 e 64 pontos no certame.


PONTUAÇÃO MARCAS.
A Scania é líder do campeonato com 113 pontos, com VolksWagen na vice liderança vem logo atrás com 110. A Mercedes vem com 107 completando o trio em sua briga acirrada pelo titulo.


PRÓXIMA ETAPA.
Agora a categoria vai a sua grande final em Interlagos traçado super conhecido dos pilotos, mas com bastante desafios pela velocidade e o radar na etapa.


VT DA ETAPA.