MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Sobrevivencia em Punta del Este!


Em etapa difícil, em circuito de rua super complicado, os pilotos tiveram trabalho dobrado nas ruas uruguaias, com chicanes que acabaram se tornando um problema pelos excessos dos pilotos, o resultado acabou mudando e pilotos que acharam que estavam se dando bem, foram pegos com a calça nas mãos na etapa.

QUALIFICAÇÃO.
Danilo Sousa da The Racers Team foi o pole position com o tempo de 1:10.214, com Ernesto Brock saindo do segundo lugar com sua HVM Racing Team.
Marcelo Vieira (Parma Motorsports) e Tonga Guardia (Branca Sport Team) formou a segunda fila.
Dani Gomes, Jonatan Brochier, Alexandre Oliveira, Emanuel Granja, Paulo Rodrigues e Alexandre Emanuel formaram o Top 10 dos 18 pilotos do grid.

PRIMEIRA BATERIA.
A primeira bateria contou com uma etapa bem disputada, com o pole tendo problemas logo no primeiro momento da corrida.
Ao final de 17 voltas, Ernesto Brock vence a bateria 1 de Punta del Este, com o argentino Tonga Guardia em segundo, enquanto Danilo Sousa Cruzava em pista em terceiro lugar.
Mas ao final da bateria, o pós corrida mudou muito o cenário da corrida por causa das punições aos cortes por parte dos pilotos.
Com isso Tonga Guardia acabou levando a bateria, com Ernersto Brock caindo para segundo lugar, e Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) pulando para o terceiro lugar final no lugar do desclassificado Danilo Sousa.


SEGUNDA BATERIA.
Com a inversão dos 10 primeiros, o português Paulo Rodrigues (Time XtraBe) saiu na ponta, com Givaldo Spindola da Husky Racing Team em segundo lugar.
O peruano Alex Dance (Tacna Racing) e Alexandre Emanuel (Parma Motorsports) formaram a segunda fila.
A corrida foi bem mais disputada que a primeira, com Emerson Czerkawsky logo nas primeira voltas pulando bem e assumindo a liderança da prova por onde ficou por 9 voltas, mas um erro deu a liderança para Givaldo Spindola, que brigou com Ernesto Brock e Dani Gomes (Chrome Racing) no final da prova.
Givaldo Spindola passou na liderança, com Dani Gomes em segundo lugar e Ernesto Brock com o terceiro posto.
No pós corrida a situação mudou com as punições, Dani Gomes vence sua segunda corrida na temporada, com Ernesto Brock em segundo e Givaldo Spindola caindo para o terceiro lugar.


PUNIÇÕES.
Os cortes de pista foram analisados em virtude do alto número de abusos por parte dos pilotos, baseado nos parâmetros pré-determinados no post da etapa. Foram descartados 3 cortes da soma dos pilotos, como é no simulador.

BATERIA 1.
J.Brochier – 10 +50s
P.Rodrigues – 6 +30s
E.Netto – 19 +DQ
D.Gomes – 4 +20s
A.Emanuel – 12 +60s
D.Sousa – 44 +DQ
M.Vieira – 12 +60s
G.Spindola – 5 +25s
A.Dance – 7 +35s
E.Brock – 3 +15s

BATERIA 2.
L.Palladino – 1 +5s
E.Brock - 2 +10s
E.Netto – 19 +DQ
F.Costa – 4 +20s
F.Esquitino – 2 +10s
F.Granado – 2 +10s
A.Dance – 6 +30s
G.Spindola – 6 +30s
D.Gomes – 3 +15s
A.Emanuel – 10 +50s
J.Brochier – 11 +55s
P.Rodrigues – 6 +30s
D.Sousa – 14 +DQ

COMO FICA?
Tonga Guardia continua na liderança mas empatado com Dani Gomes, empatados com 72 pontos.
Ernesto Brock aparece logo em terceiro por 62 pontos conquistados, Givaldo Spindola com 45 e Alexandre Emanuel aparecem na sequencia pelo top 5.


No campeonato de equipes a HVM Racing Team vem com 92 pontos, contra 83 da Chrome Racing que vem com a vice liderança. A Branca Sport Team aparece em terceiro (75 pontos)
Parma Motorsports e CTE Racing HVM aparecem na sequencia pelo top 5.


AGENDA.
Agora a categoria vai ao Peru, para a terceira etapa no circuito de La Chutana, onde o traçado de 2.420km permitirá boas disputas em suas retas, e parte técnica do traçado.


VT DA ETAPA.