MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

A casa do Acelerados abre suas portas para a celebração de uma grande disputa pelo título da HV Studio Design Puma Cup.

 


 

A fazenda Velocitta localizado no município de Mogi Guaçu/SP a 185 km de São Paulo, Foi palco da final da Puma um esportivo brasileiro no qual caiu no gosto dos pilotos e fans da velocidade, com direito ao passeio de sexta de Fabio Krek

Qualy
Fabio Krek - VOLTZ e-Racing Team, líder do campeonato e com a tabela de pontos debaixo do braço, fez as contas e garantiu com maestria a pole, virando 1:33.765 e assim já galgando em passos largos o título, já que Ernesto Brock - HVM Racing Team, principal postulante ao título junto com Krek, obteve somente o sexto tempo. Na segunda posição encontramos Jesus Neto - BSP Racing, com o tempo de 1:34.210 e em terceiro, Dani Gomes - Chrome Racing, virando 1:34.226



Corrida
Etapa com 2 baterias divididas com 1 bateria de 40min e uma entrada obrigatória nos boxes para qualquer serviço a ser realizado, com a janela fechando faltando 2min para o fim da bateria e uma segunda bateria de 15min sem parada obrigatória e a inversão dos 10 primeiros, relembrando de como é organizada, vamos para o que de melhor aconteceu.


Primeira Bateria
Luz verde acionada e Fabio Krek faz uma largada tranquila, mantendo a liderança. O susto ficou por conta de Hélio Vamberto - Equipe Piratas Hydra, ao dar uma saída de pista, somente um susto.
Como já vinha ocorrendo nas etapas anteriores Ernesto Brock fazendo a parada obrigatória já na primeira volta.
Marco Parma - Parma Motorsports, com problemas no seu Puma o leva até o box e abandona a bateria.
Ernesto Brock começa a ver seu título ruir quando Alexandre Oliveira - CTE Racing HVM, faz sua parada e volta a frente e apesar de as probabilidades de título de Alexandre Oliveira serem pequenas, a possibilidade do vice era grande.
Na regressiva do relógio, Fabio Krek sem pressão do segundo colocado, vai passeando com carro e sem forçar o ritmo, Ernesto Brock ao forçar demasiadamente o seu ritmo, escapa da pista. Jesus Neto encontrasse em segundo seguido por Dani Gomes.
Ricardo Prediger - Team Schnell, esteve ausente no evento anterior e assim vendo as possibilidades de títulos sumir, sendo ele um forte candidato, no Velo Città ele foi uma escalador, largando no Decimo Sétimo posto.
Faltando 10 minutos para o fim Krek já começa e sentir o cheiro do título Jesus Neto, numa corrida solida mantem o segundo, nesse momento o P3 pertence a Fernando Esquitino - Branca Sport Team, porém ainda não fez parada obrigatória.
Brigas somente no pelotão intermediário, Ricardo Prediger já lucra 8 posições e se torna mais um piloto na briga do vice.
Os 5 minutos finais marcam a entrada dos pilotos que ainda não tinham feito a parada obrigatória e para a surpresa de 0 pessoas Krek mantem de forma solida o primeiro posto, mudanças? Sim, Fernando Esquitino, veio galgando posições e chegou no terceiro posto, porem era momentâneo, já que teria que fazer sua parada.
Bandeira quadriculada agitada e Fabio Krek, feliz debaixo do capacete pois conquista a vitória e o título, já no segundo lugar temos Jesus Neto e Dani Gomes em terceiro. Título definido, já o vice está completamente aberto.

 

Segunda Bateria
Grid invertido, o trio Rodrigues largar nas 3 primeiras posições sendo, P1, Gilson Rodrigues - BSP Racing, P2 Paulo Rodrigues - Time XtraBe e em terceiro, Leo Rodrigues – Independente. Krek larga em P10 e sem qualquer pressão, tem 15 minutos protocolares.
Largada tranquila e sem nenhum acidente. Ricardo Prediger, pela luta do vice continua a escalar arduamente, até alcançar o primeiro lugar, Ernesto Brock lutando pelo terceiro lugar, acaba levando um toque e roda e por mais uma vez vê a possibilidade d um bom resultado ir de mal a pior, Fabio Krek abre mão de disputa e só vai guiando tranquilamente pela pista, durante a entrevista o mesmo anunciou uma pausa e não estará na próxima temporada.
O Puma de Gilson Rodrigues conseguiu ocupar toda a largura de pista e assim causando uma carreata, até que Léo Rodrigues vai pra cima, porem numa dividida acaba indo para fora da pista perdendo várias posições.
Com pouco mais de 5 minutos para o fim, um susto, quando Fernando Esquitino e Emerson Czerkawski - HVM Racing Team, numa disputa de posição acabam batendo na curva 0, Fabio Krek também bate no carro rodado de Esquitino.
Momentos finais, porem nada calmo quando quatro pilotos disputam o segundo lugar, toques e empurrões nos entregam momento de aflição.
No cruzar da linha Prediger se torna o último a vencer na Puma, seguido por Gilson Rodrigues e Jesus Neto.

 

Protestos e Punições
Não houve protestos

Notificações.
E.Czerkawski > G.Granado - Se atentar as bandeiras azuis, ao deixar um piloto passar, não entrar na frente de outro de forma abrupta.

Campeonato
Pilotos
Fabio Krek garante o titulo da temporada com 105 pontos, conquistando nada mais que 5 vitórias em 8 baterias.
Ernesto Brock manteve a constância e fez 81 pontos com a vice liderança, enquanto Alexandre Oliveira se colocou em terceiro com 69 pontos conquistados.



Equipes
A HVM Racing Team conquistou o titulo de equipes com 108 pontos, contra 105 da VOLTZ e-Racing.
A BSP Racing foi a terceira colocada.


Com o termino de prova também chega ao fim a temporada 2 de 2021 da VORC, agora vamos para os eventos inter temporada, para em breve voltar com a T3 2021. Os Pumas vão dar lugar ao Cisco Air Marcas Sudam
. Campeonato de Marcas pela América do Sul e já reserve na sua agenda a data de 18 de junho no Autódromo de Córdoba na Argentina. Enquanto isso aproveita e reveja a corrida na sua integra e até breve.

VT DA ETAPA.