MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Leo de Souza, o surfista de Queensland!!!


A terceira etapa da HV Studio Design Champ Car Series foi uma corrida super interessante, a prova teve boas disputas, com poucas amarelas, a um final pra lá de louco, o pós corrida acabou interferindo nos resultados com isso Leo de Souza venceu sua segunda corrida na pista australiana em duas semanas, já que havia vencido na GT3 da Ferrari Challenge.

QUALIFICAÇÃO.
Leonardo de Souza (Kemba Racing) cravou a pole com 1:26.227, seguido de Ernesto Brock da HVM Racing Team que fez 1:26.889.
Ricardo Prediger (Team Schnell) e Dani Gomes da Chrome Racing formaram a segunda fila.
Gustavo Brusdzenski, Victor Angel, Jonathan Holohan, Marcio Rocha, Vinicius de Oliveira e João Hebert completaram o top 10 dos 15 carros que compareceram na etapa.


CORRIDA.
Leo de Souza, largou mal, e acabou perdendo a ponta para Ricardo Prediger, alguns acidentes na primeira volta, mas todo mundo conseguiu seguir até os pits e a amarela não veio de cara.
Prediger liderou a até a volta 7, quando com a bandeira amarela, ele e Ernesto Brock que vinham na ponta da prova.
Com isso quem assumiu a ponta foi Leonardo de Souza que havia se acidentado na largada, mas havia recuperado o carro e encostado no pelotão de volta.
Com a ida de Leo aos boxes, Brock assumiu a ponta por mais uma volta, e na sequencia sendo tomada por Prediger.
Os abandonos vinham acontecendo a na última amarela, haviam apenas 8 carros na pista.
Com a amarela e alguns pits, quem foi a ponta foi Gustavo Brusdzenski (Bravo Racing Team)
Na relargada a disputa entre Brusdzenski e Brock pegou fogo, quando Brock tentou uma ultrapassagem na oposta, Brusdzenski acaba varando a chicane e a disputa pega fogo após as chicanes, Brock coloca por dentro, Brusdzenski não deixa barato e tenta por fora, com os dois carros se tocando, pior para o piloto da Brava que acaba pegando o muro com o toque e ficando sem asa.
Nas voltas finais ainda se viu Ricardo Prediger sem a asa dianteira, não indo aos boxes para consertar o carro.
Ao final de 33 voltas, Ernesto Brock cruza a linha de chegada em primeiro, com Leonardo de Souza em segundo, mas o piloto da Kemba acabou levando a vitória por causa de uma punição a Ernesto Brock, Vinicius de Oliveira que substituiu Francisco Costa na Cisco Air Racing, foi o segundo colocado, e Ernesto Brock foi o terceiro.
Ricardo Prediger que havia sido o terceiro punido por terminar sem por a asa dianteira, ficou em quarto, com Gustavo Brusdzenski em quinto.
Marcio Rocha e Achylles Junior foram os 7 pilotos que completaram a etapa australiana. Dos 15 que largaram.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
G.Brusdzenski > E.Brock – v31 - +20s, N2
E.Brock > G.Brusdzenski – v31 – Indeferido.
Direção > R.Prediger – v32 - +20s, N2 – continuar em pista sem parte excencial.
Direção > J.Oliveira – v23 - +30s, N3 – Retorno perigoso, cortando saída dos boxes.

Punições por corte de saída de boxes.
J.Oliveira - +40s, N4 – Corte saída boxes voltas: 15,20,23,30
G.Brusdzenski - +10s, N1 – Corte saída de boxes volta: 20

Jair Oliveira – DQ da etapa por ultrapassar os 60s de punição na etapa.

PONTUAÇÃO CARTEIRA PUNITIVA.
Tonga Guardia – 8 pts
Jair Oliveira – 7 pts
Elisio Netto – 5.5 pts
Julio Alkorta – 4 pts
Hélio Vamberto – 4 pts
Francisco Costa – 3.5 pts
Martin Rossi – 3.5 pts
Jonatan Brochier – 2 pts
Victor Angel – 2 pts
Marco de Andrade – 1.5 pts
Achylles Junior – 1 pt
Alexandre Oliveira – 1 pt
Dani Gomes – 1 pt
Marcio Rocha – 1 pt
Fernando Esquitino – 1 pt
Rodrigo Yoshihara – 1 pt
Paulo Rodrigues – 1 pt
Gustavo Brusdzenski – 1 pt

*Jair Oliveira, largará dos boxes em Zolder.

PONTUAÇÃO PILOTOS.
Ernesto Brock segue como líder da prova, com Leonardo de Souza na vice liderança e empatado com Ricardo Prediger com 44 pontos, ambos estão a 17 pontos de Ernesto Brock e ainda brigam pelo titulo da temporada.


PONTUAÇÃO EQUIPES.
HVM Racing Team segue líder do campeonato, com 86 pontos, enquanto a Cisco Air Racing vem na vice liderança com 53 pontos.
A Team Schnell é a terceira colocada com 44 pontos.


PRÓXIMA ETAPA.
Agora a grande final, vai ser em solo europeu, na pista belga de Zolder.

VT DA ETAPA.