MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Alexandre Oliveira e Ernesto Brock vencem na Namibia e embalaram na briga pelo titulo.



A VORC Series chegou no Tony Rust Race Track, principal pista da Namíbia, para a segunda etapa da Scirocco Cup Africa. A etapa teve algumas ausências importantes como a do até então líder do campeonato Cadu Maciel, além de Emerson Czerkawsky, Thallisson Santos e Wagner Antonelo. Dos 16 pilotos na pista, dois estavam estreando, que era o caso de Emerson Barina da Herdez Competition e Bráulio Junior da Equipe Piratas.

Qualificação:
 Alexandre Oliveira da CTE Racing HVM conquistou a pole com o tempo de 1:06.306, apenas 0,033s a frente de Ernesto Brock da HVM Racing Team. Um surpreendente Bruno Mali abria a segunda fila, ao lado de Alexandre Emanuel. Na sequência tínhamos Jesus Neto, Bráulio Junior (outra surpresa), Paulo Rodrigues, Marco Parma, Gilson Rodrigues e Felipe Granado fechando os 10 primeiros. O treino foi bastante equilibrado com os 12 primeiros separados por menos de 1 segundo.


1.ª Bateria:
Numa largada tranquila e com muito respeito entre os pilotos, Ernesto Brock assumiu a ponta e teve como único ponto negativo o abandono de Gilson Rodrigues (BSP Racing) com o motor estourado. A pista estreita dificultava as ultrapassagens, mas as disputas iam acontecendo e na terceira volta, Alexandre Oliveira recuperou a ponta da prova.
Vários pilotos escapavam para fora da pista e na quarta volta mais um abandono, de Marco Parma (Parma Motorsports) após bater na proteção de pneus. Na sexta volta foi a vez de Bráulio Junior abandonar após um toque com Emerson Barina.
Paulo Rodrigues (Time XtraBe) vinha numa ótima disputa pela 6.ª posição com Felipe Granado (CTE Racing HVM), mas também abandonou com o motor estourado.
A segunda metade da corrida viu uma disputa sensacional entre Jesus Neto e Ernesto Brock que defendia ferrenhamente a segunda posição. Bruno Mali e Alexandre Emanuel também entraram na disputa e assistiram de camarote Jesus Neto abandonar no final com o motor estourado.
Assim, depois de 19 voltas completadas, Alexandre Oliveira venceu sem tomar conhecimento dos adversários. Num final sensacional, Bruno Mali ultrapassou Ernesto Brock na linha de chegada, mas foi desclassificado após a prova. Com isso Ernesto Brock ficou com a segunda posição e Alexandre Emanuel completou o pódio em terceiro. Na sequência vieram Felipe Granado, Marcelo Vieira, Rodrigo Nascimento, André Sutti, Emanuel Granja e Marcelo Nunes fechando os dez primeiros.


2.ª Bateria:
 A segunda bateria que possui grid invertido entre os 10 primeiros da corrida anterior contou com Marcelo Nunes (Mystery Racing Team) na pole position com Emanuel Granja (Turbo) na segunda posição. Na segunda fila tínhamos André Sutti (Parma Motorsport 2) e Rodrigo Nascimento (Hattrick Racing) e na sequência vinham Marcelo Vieira, Felipe Granado, Alexandre Emanuel, Ernesto Brock, Bruno Mali e Alexandre Oliveira fechando os 10 primeiros no grid.
Emanuel Granja queimou a largada e pulou na frente, seguido de Rodrigo Nascimento e Ernesto Brock que teve um início sensacional pulando da 8.ª para a 3.ª posição.
Como tradicionalmente acontece na segunda bateria, a corrida estava movimentada e faltava pista para tanta disputa. Emanuel Granja abandonou ao receber um toque quando ia para os boxes pagar um drive thru e quase ao mesmo tempo, Ernesto Brock ultrapassava Rodrigo Nascimento e assumia a primeira posição.
Na terceira volta era a vez de Felipe Granado deixar Rodrigo Nascimento para trás enquanto Gilson Rodrigues abandonava após bater na proteção de pneus.
Estávamos quase na metade da prova e Rodrigo Nascimento seguia na terceira posição recebendo pressão de Alexandre Oliveira, mas acabou tendo o motor estourado no final da reta tendo que se retirar. Os dois carros da Equipe Piratas, Bruno Lima e Bráulio Junior também não tiveram a mesma sorte e abandonaram praticamente ao mesmo tempo, e uma volta depois foi a vez de André Sutti ter o mesmo destino.
A prova seguia tendo mais abandonos do que disputas na pista, e a vítima da vez era Emerson Barina. Faltando 5 minutos para o final Jesus Neto estourou o seu segundo motor do dia, abandonando novamente.
Após 19 voltas, Ernesto Brock cruzou a linha de chegada na primeira posição, com Felipe Granado em segundo e Alexandre Oliveira em terceiro. Alexandre Emanuel terminou em 4.º, Paulo Rodrigues em 5.º, Marcelo Vieira em 6.º e Marcelo Nunes em 7.º sendo apenas esses que completaram a prova já que Marco Parma abandonou na última volta sem combustível.


Pontuação Pilotos:
O campeonato segue bastante disputado e agora Ernesto Brock é o novo líder com 42 pontos, seguido de Alexandre Oliveira com 38 e Felipe Granado com 34. Cadu Maciel que não correu essa etapa segue bem na disputa com 30 pontos.


Pontuação Equipes:
Com uma vitória e três segundos lugares, a CTE Racing HVM é a nova líder com 51 pontos, seguida pela HVM Racing Team com 45 e a BSP Racing com 30 pontos.


Próxima Etapa:
Agora a categoria vai ao Marrocos para a terceira etapa do campeonato no traçado urbano de Marrakesh. antigo traçado muito utilizado pela antigo WTCC.
Contando com longas retas e chicanes em meio a elas, a prova promete bastante disputas e alguns acidentes.