MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

John Martins vence em Glen e campeonato pega fogo após corrida movimentada.


A NASCAR Series chegou em Nova York para realizar sua segunda etapa, dessa vez num circuito misto, na tradicional pista de Watkins Glen. Depois de uma primeira etapa em circuito oval, os pilotos tinham agora a missão de virar também para a direita, com os potentes e pesados carros da categoria, tornando as curvas da pista americana um grande desafio.

QUALIFICAÇÃO:
No treino classificatório, João Hebert (M Tech Sports) fez o melhor tempo, mas como tinha uma penalização a cumprir, consequência da primeira etapa, acabou caindo para a sexta posição.
Assim, John Martins (#268 Racing) saiu na pole position, com o tempo de 1:13.877, sendo impressionantes 0,757s a frente de Paulo Rodrigues (Time XtraBe), o segundo colocado.
Na segunda fila tínhamos o líder do campeonato, Felipe Muniz com Luis Gustavo ao seu lado. Na sequência vinha Luciano Rocha, João Hebert, Marco Parma, Emerson Czerkawski, Felipe Granado e Tonga Guardia fechando os 10 primeiros dos 17 carros presentes nessa etapa.



CORRIDA:
O argentino Tonga Guardia não conseguiu alinhar no grid, sendo assim a primeira baixa da etapa.
Na bandeira verde João Hebert largou muito bem e dividiu a primeira curva com John Martins, mas perdeu o controle e rodou, sendo ainda acertado pela BSP de Luis Gustavo.
A bandeira amarela foi acionada e ainda na primeira volta tivemos o abandono de Diego dos Santos (Guarás do Asfalto). João Hebert foi para os boxes consertar um pneu furado e acabou retornando uma volta atrás.
Quando foi dada a relargada a ordem dos seis primeiros era John Martin, Felipe Muniz, Paulo Rodrigues, Luis Gustavo, Marco Parma e Luciano Rocha.
A corrida seguia de maneira tranquila, com algumas disputas, principalmente na parte de trás do grid, mas a combinação dessa pista com esses carros tornavam muito difícil concretizar qualquer ultrapassagem.
Na 10 volta, depois de muito tentar, finalmente Luis Gustavo ganhou a terceira posição de Paulo Rodrigues (Team XtraBe). Três voltas depois, após Emanuel Granja (Turbo) ficar atravessado na pista, tivemos mais uma intervenção do Safety Car.
Praticamente todos os pilotos aproveitaram e foram para os boxes, enquanto Emanuel Granja se retirava da competição.
Quem se deu melhor nas paradas foi Luciano Rocha (#268 Racing) que retornou na quarta posição e praticamente na metade da prova tivemos a relargada.
John Martins tinha dificuldades com seu carro e errou na primeira curva caindo para a terceira posição. Felipe Muniz era o novo líder, sofrendo pressão de Luiz Gustavo, mas não demorou muito e tivemos nova bandeira amarela após uma rodada de Felipe Granado.
Quem se deu bem foi João Hebert que pode descontar a volta que tinha de desvantagem e John Martins que aproveitou e antecipou sua parada, e como vocês poderão ver, isso fez toda a diferença no transcorrer da prova.
Bandeira verde agitada, mas durou apenas uma volta, já que o safety car voltou para a pista após batida de André Sutti (Parma Motorsports 2).
Quem ainda não tinha feito pit stop aproveitou para fazer agora, e com isso John Martins voltou para a liderança, enquanto Luciano Rocha e Alcides Ino (M Tech Sports) abandonavam a corrida.
Faltando cerca de 8 minutos para o final teve a relargada e a ordem dos 6 primeiros era John Martins, Felipe Granado, João Hebert, Cadu Maciel, Luiz Gustavo e Paulo Rodrigues.
Cadu Maciel vinha numa perseguição implacável para cima de João Hebert e faltando 5 minutos para o final, ambos conseguiram ultrapassar Felipe Granado (CTE Racing HVM) que também perdeu a posição para Luiz Gustavo na volta seguinte.
Com 37 voltas completadas, uma estratégia diferente e um pouco de sorte, John Martins levou a #268 Racing ao lugar mais alto do pódio na etapa Nova Iorquina.
João Hebert e Cadu Maciel fizeram a volta final de maneira sensacional, andando lado a lado em algumas curvas e no fim Cadu conseguiu a ultrapassagem na última curva, completando na segunda posição.
João Hebert que cruzou a linha de chegada em terceiro, recebeu uma punição após a corrida e com isso Luiz Gustavo completou o pódio. Felipe Granado, Paulo Rodrigues, Emerson Czerkawsky, Marcelo Nunes, Felipe Muniz e Marcelo Vieira, Marco Parma e André Sutti foram os 12 pilotos que completaram a corrida.



PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Cortes por saida de boxes:
João Hebert [1x = N1, +10s]
Felipe Granado 
[1x = N1, +10s]
Paulo Rodrigues [1x = N1, +10s]
Felipe Muniz [2x = N1+N1, +20s]
Marcelo Vieira [2x = N1+N1, +20s]
Marco Parma [3x = N1+N1+N1, +30s]
André Sutti [2x = N1+N1, +20s]
Alcides Ino [1x = N1, +10s]

Direção > Alcides Ino - Piloto entrou nos boxes em momento que não podia, não entendeu a devolução das posições, acabou abandonando a prova sem permissão. [DQ]


PONTUAÇÃO PILOTOS:
John Martins assumiu a liderança do campeonato com 23 pontos, apenas 1 a frente da dupla da BSP Racing, Luiz Gustavo e Cadu Maciel. Felipe Muniz caiu para a quarta posição com 17 pontos.



PONTUAÇÃO EQUIPES:
A BSP Racing assumiu a ponta com 24 pontos, 1 a frente da #268 Racing e com 7 de vantagem para a equipe de Felipe Muniz.



PRÓXIMA ETAPA:
Agora a categoria volta aos ovais e desta vez no pequeno a acanhado circuito de Martinsville onde os pilotos terão um dos maiores desafios da temporada.

VT DA ETAPA: