MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Não é oval, mas foi tão boa quanto!!!


O início da temporada da HV Studio Design teve seu início no traçado do Anel Externo de Goiânia, contando com 19 carros para a corrida, faltou espaço para o tanto de disputas que aconteceram na etapa!
Com duas vitórias Ricardo Prediger dispara na liderança do campeonato em duelo com Braulio Junior.

QUALIFICAÇÃO.
Com uma única volta para cada piloto, Ricardo Prediger (Team Schnell) foi o mais rápido com o tempo de 53.740, seguido do estreante Fabio Krek da VOLTZ e-Racing que fez o bom tempo de 53.877.
Braulio Junior da Equipe Piratas e Bruno Mali da Equipe Piratas Hydra formaram a segunda fila, com Alexandre Emanuel (Parma Motorsports 2) e Alexandre Oliveira (CTE Racing HVM)
Leo Rodrigues, Julio Alkorta, Emerson Czerkawski, e Jonatan Brochier fecharam o 10 melhores do qualy.


BATERIA 1:
A primeira bateria foi de muita disputa com uma intensa troca de posições ao longo do começo da prova, a estratégia de boxes foi muito importante, onde Ricardo Prediger (Team Schnell) liderando praticamente todo a bateria deixou para fazer seu pit nos minutos finais da janela de parada.
No começo com todo mundo conhecendo as estratégias, a corrida foi intensa, Braulio Junior, Alexandre Emanuel e Fabio Krek eram os três que mais oscilavam entre as posições do pódio.
Prediger foi aos boxes quase no limite do final da janela de boxes, com Bruno Mali continuando na prova, mas parando fora da janela de pit, e ainda teve a punição por limite de velocidade, com isso jogando fora as chances de um bom resultado.
Com isso Ricardo Prediger depois de 45 voltas vence a primeira bateria com Braulio Junior vindo logo atrás do piloto da Schnell a 7 segundos, e Alexandre Oliveira da CTE fechando o pódio com o terceiro lugar da prova.
Alexandre Emanuel, Ernesto Brock, Fabio Krek, Jonatan Brochier, Emerson Czerkawski, Jesus Neto e Dani Gomes completaram o top 10 dos 17 pilotos que terminaram a bateria 1.


BATERIA 2:
Com apenas 15 minutos, e sem obrigatoriedade de paradas a segunda bateria começou com Dani Gomes e Jesus Neto formando a primeira fila da bateria.
O tempo curto fez os pilotos terem menos paciência, mas o que se via era um pelotão muito compacto brigando pela ponta, com Ricardo Prediger logo assumindo a ponta em disputa com Ernesto Brock e Braulio Junior.
As confusões eram inevitáveis como o incidente que fez Emerson Czerkawski rodar, ficando assim para trás e o abandono de Bruno Mali.
Ao final de 18 voltas de corrida, Ricardo Prediger vence a segunda bateria, logo a frente de Braulio Junior, que novamente fecha na segunda posições e Ernesto Brock fechando o pódio no terceiro lugar.
Leo Rodrigues, Alexandre Oliveira, Paulo Rodrigues, Jesus Neto, Dani Gomes, Helio Vamberto e André Sutti completaram o top 10 e também os pilotos que pontuaram na segunda bateria.
Ao todo 16 pilotos terminaram a segunda bateria.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
Bateria 1:
Direção > B.Mali > +30s + N3 – Não cumprimento de regra conforme acordo em briefing.

Pontuação carteira punitiva.
Bruno Mali - 3 pontos.
Marcio Rocha – 1,5 pontos.
Alex Dance – 1,5 pontos.

COMO FICOU?
Ricardo Prediger começa a temporada como líder ao somar 35 pontos nas duas baterias, com Braulio Junior logo atrás de Prediger com 29 pontos conquistados. Alexandre Oliveira é o terceiro colocado ao fazer 22 pontos.


A Team Schnell sai como líder ao fazer 35 pontos, enquanto a Equipe Piratas fez 33 pontos. A HVM Racing Team vem em terceiro lugar com 28 pontos conquistados até aqui.

PROXIMA ETAPA:
Da rapidez do anel externo de Goiânia agora a categoria vai ao apertado traçado de Ribeirão Preto que é um traçado de rua bem técnico e será um desafio para os carros da categoria.

VT DA ETAPA.