MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Briga acirrada por campeonato continua após Texas.

Após a terceira etapa da Cisco Air Indycar Series, a categoria foi ao Texas sabendo da dificuldade do traçado muito veloz, um acerto seguro para o carro era muito importante. Foram 18 carros presentes na etapa.


QUALIFICAÇÃO.
Jesus Neto (BSP Racing) fez a pole position com o tempo de 23.645, seguido de perto pela boa surpresa de Marcelo Vieira com a Parma Motorsports.
Leonardo de Souza (Kemba Racing) e Matheus Machado da Hoperários Bravo Racing formaram a segunda fila.
Jonathan Holohan, Ernesto Brock, Gustavo Brusdzenski, Paulo Rodrigues, Jair Oliveira e Luiz Lemos completaram o top 10.


CORRIDA.
A corrida começou com uma amarela logo de cara, com a dificuldade dos pilotos em iniciar a aceleração e com isso Jonatan Brochier (Chrome Racing) rodou e acabou levando junto Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) e Achylles Junior da M Tech Sports.
Marcelo Vieira assume a ponta da prova na largada e vai até a volta 12 assim na frente.
Com mais amarelas acontecendo, as brigas pelas estratégias começaram com alguns pilotos antecipando, e outros deixando para um pouco depois.
Matheus Machado assumiu a ponta na volta 13 de onde só saiu na volta 44 ao ir aos boxes.
Jesus Neto reassumiu a ponta de onde não saiu mais para vencer a etapa texana, seguido de Gustavo Brusdzenski que foi o segundo depois de uma bela corrida de recuperação com sua Hoperários Bravo Racing 2. Leonardo de Souza havia terminado em terceiro, mas por punições no pós prova, ele deixou o terceiro lugar na mão de Matheus Machado, fazendo assim o pódio ser dos pilotos que ainda brigam pelo titulo de forma direta já que estão separados por 3 pontos.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
P – M.Machado > L.de Souza [62:47] +10s, N1 – Defesa de posição causando toque.
P – J.Holohan > J.Brochier [37:48] +20s, N2 – Acidente.
P – E.Czerkawski > L.Lemos [37:35] +20s, N2 – Acidente.
P – Direção > L.de Souza [22:55] +10s, N1 – Entrada do pit por local irregular.

*Jonatan Brochier +10 posições próximo grid.

CARTEIRA PUNITIVA.
Tonga Guardia > 4 pts
Jair Oliveira > 3,5 pts
Matheus Machado > 3 pts
Jonatan Brochier > 3 pts
Luiz Lemos > 3 pts
Elisio Netto > 2,75 pts
Marcio Rocha > 2,5 pts
Julio Alkorta > 2 pts
Hélio Vamberto > 2 pts
Francisco Costa > 1,75 pts
Martin Rossi > 1,75 pts
Dani Gomes > 1,5 pts
Achylles Junior > 1,5 pts
Gustavo Brusdzenski > 1,5 pts
Victor Angel > 1 pt
Jonathan Holohan > 1 pt
Marco de Andrade > 0,75 pt
Alexandre Oliveira > 0,5 pt
Fernando Esquitino > 0,5 pt
Rodrigo Yoshihara > 0,5 pt
Paulo Rodrigues > 0,5 pt
Leonardo de Souza > 2 pts

CAMPEONATO DE PILOTOS.
Gustavo Brusdzenski e Jesus Neto estão empatados na liderança do campeonato com o “russo” levando a melhor por um abandono em 19º contra um de 20º de Jesus Neto, ou seja quem chegar a frente em Michigan leva a melhor, Matheus Machado é o terceiro coloca a apenas 3 pontos atrás deles.
Luiz Gustavo, Luciano Rocha, Emerson Czerkawski, Jair Oliveira, Alexandre Oliveira, Jonathan Holohan e Ernesto Brock seguem com chances de título.


CAMPEONATO DE EQUIPES.
A BSP Racing segue líder do campeonato com 79 pontos conquistados, com a Hoperários Bravo Racing vindo com 66 pontos, a HVM Racing Team fecha o top 3 com 49 pontos conquistados.


PRÓXIMA ETAPA.
Agora a grande final no superspeedway de Michigan, traçado que com certeza será de muita importância na briga já que é um dos mais veloz do mundo.

VT DA ETAPA.