MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Caos em Adelaide.


Em circuito de rua australiano, a VORC Series fez a segunda etapa do Endurance Series Oceânia, com grid de 27 carros, a pista ficou pequena para as confusões, com muitos pilotos errando, ou mesmo com alta confiança. Com isso a prova ficou marcada pelo alto numero de acidentes e protestos, em pista apenas duas amarelas, e dois vencedores diferentes com relação a etapa anterior.


QUALIFICAÇÃO.
DPi.
Fabricio Matheussi (4EverBr) cravou mais uma pole, com o tempo de 1:10.149, seguido por Leonardo de Souza da Kemba Racing que veio logo atrás com 1:10.580.
Gabriel Pecly (Hoperários Bravo Racing) e Francisco Costa da Cisco Air ficaram  logo na sequência. Ainda estavam na classe Emerson Czerkawski, John Martins, Dani Gomes e Ernesto Brock.

GTD.
A pole ficou com Elisio Netto (Cisco Air Racing 3) que fez o tempo de 1:17.255, logo em segundo veio Julio Cesar da 4EverBr com 1:17.596.
Vinicius Gonçalves da BMRS E-Sports foi o terceiro colocado.
Renan Mello, Cyro Santana, Alexandre Oliveira, John Palauro, Julio Rodrigues, Marcio Rocha e Paulo Rodrigues no top 10 dos 19 carros da GTD.


CORRIDA.
DPi.
A corrida foi interessante na classe mais rápida, nas primeiras voltas, Leonardo de Souza tentou arriscar para cima de Matheussi, mas acabou levando a pior, perdendo a posição no começo para Gabriel Pecly, mas os problemas de Gabriel o jogaram para trás, com Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) vindo em terceiro.
Mas a marca da corrida foi a confusão entre vários GTD que não prestaram atenção no briefing o que fazia a manobra dos DPi sobre eles muitas vezes virar confusão, com isso numa das manobras John Martins (#268 Racing) estreando na temporada, ganhar a terceira posição.
Enquanto isso Matheussi dominava na ponta. Após a primeira amarela a situação se manteve, enquanto mais atrás a briga pelo terceiro lugar do pódio vinha sendo complicada.
A 25 minutos do fim veio a segunda amarela  e foi onde tudo mudou para Matheussi, sem ainda ter feito sua segunda parada, o piloto teve de parar na amarela, porém os demais pilotos já tinham parado, com isso Leonardo de Souza e Emerson Czerkawski que estava no box na hora da amarela, conseguiram pular a frente, enquanto Matheussi e Brock iam aos boxes.
Na relargada Leonardo de Souza conseguiu seguir na frente, enquanto Czerkawski e Martins brigavam pela segunda posição, até que no final John Martins erra e fica para trás.
No final de 90 minutos de corrida e 63 voltas completadas, Leonardo de Souza vence a etapa de Adelaide, com Emerson Czerkawski em terceiro e Matheussi ainda se recuperando a um terceiro lugar depois do azar na amarela.
John Martins, Ernesto Brock, o punido Gabriel Pecly e Francisco Costa completaram a etapa na classe.

GTD.
Na GTD o numero de carros (19) deu muito trabalho aos pilotos se entenderem na pista, Elisio Netto dominou a maior parte da prova, até ser ultrapassado Julio Cesar que fez bela ultrapassagem no final da reta oposta.
Julio Rodrigues (Cisco Air Racing 4) foi outro que flertou com a vitória chegando a liderar. Por um período, enquanto isso na parte de baixo do grid, muitos incidentes, e brigas por posições vinham ocorrendo.
No final de 59 voltas dentro da Classe Elisio Netto cruzou a linha de chegada em primeiro, porém por duas queimas de largada, o piloto da Cisco Air perdeu a vitória para Julio Cesar, conquistando a sua primeira vitória em campeonatos (a segunda na liga contando com os 600km de Curitiba), Elisio Netto acabou sendo desclassificado pois acumulou 60 segundos de punição, enquanto Julio Rodrigues fechou na segunda posição e Renan Mello fechou o podio.
Alexandre Oliveira, Marcio Rocha, Cyro Santana, Vinicius Gonçalves, Filipe Barreto Marco de Andrade e Paulo Rodrigues completaram o top 10 dos 14 GTD que completaram.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
Direção de provas ( a direção em virtude dos fatos de Eastern Creek, fez uma conferencia surpresa na largada, e relargadas para aferir o uso de Limitador e queima de largada, e puniu os seguintes pilotos)
P – Direção > J.Palauro [04:06] +30s N3 – Limitador desligado ou excesso velocidade.***
P – Direção > J.Holohan [04:08] +30s N3 – Limitador desligado ou excesso velocidade.***
P – Direção > E.Netto [04:00] +30s N3 – Queima de largada.
P – Direção > M.Parma [04:09] – Limitador desligado ou excesso velocidade.***
P – Direção > V,Ritter [04:07] – Distanciamento demasiado na largada.
P – Direção > E.Netto [78:19] +30s N3 – Queima de largada.
P – Direção > J.Rodrigues [78:21] Distanciamento demasiado na largada.
P - Direção > J.Cesar [43:44] +30s N3 - Queima de largada.

***Estes casos se notou a rotação do motor não compatível com a velocidade de um limitador ligado, ou o piloto acima dos 39 km/h que era a velocidade padrão, foi feito aos pilotos uma conferência quando os mesmos passaram pelos boxes, e ali a velocidade ficou constatada em 39 km/h, ou seja a oscilação acima dos 39 km/h foi considerada não uso do limitador, podendo o piloto ter usado uma marcha a mais para induzir isso SEM INTENÇÃO, porém, estava acima da velocidade. Mas cabia a eles usarem a marcha correspondente e notar que a velocidade estava fora do padrão da pista.

Punições por protestos:
P – E.Czerkawski > J.Palauro [19:45] +10s N1 – Mudança de trajetória sendo ultrapassado causando colisão.
P – E.Czerkawski > V.Ritter [51:27] Indeferido – Mudança de trajetória.
P – E.Czerkawski > F.Barreto [55:00] indeferido – Dificultar ultrapassagem sendo classe inferior.
P – E.Czerkawski > F.Minski [58:17] +10s N1 – Mudança de trajetória.
P – C.Santana > J.Palauro [03:24] Indeferido – Acidente – toque não considerado danoso.
P – C.Santana > F.Minski [23:44] +20s N2 – Pilotagem perigosa.
P – C.Santana > J.Martins [28:09] Indeferido – o #64 perde velocidade ao errar a curva.
P – C.Santana > M.de Andrade [48:08] Indeferido – o #64 ficara parado após dar ré por muito tempo em ponto cego do traçado.
P – C.Santana > V.Ritter [52:38] +20s N2 – Acidente.
P – C.Santana > A.Oliveira [80:28] Indeferido – o #64 perde o carro sozinho ao tocar a zebra com o assoalho a frente do #43.
P – C.Santana > V.Gonçalves [87:32] Indeferido – considerado incidente de corrida, pois o #64 protestou quem vinha atras e não quem de fato o fez perder velocidade na curva....
P – R.Mello > A.Sutti [22:00] +30s N3 – Retorno perigoso.
P – R.Mello > D.Gomes [25:47] Indeferido – se tivesse reduzido tinha evitado a batida, mas em nenhum momento pisa no freio até acontecer o toque..
P – R.Mello > M.Rocha [28:21] +20s N2 – Incidente gerando contato forte.
P – R.Mello > G.Pecly [90:03] Indeferido – o #70 muda trajetória que acaba gerando uma reação em cadeia em meio a GTD e DPi.
P – J.Cesar > P.Rodrigues [17:22] +10s N1 – o #27 sai do traçado para dar passagem, e se atrapalha na sequencia dificultando para o #62.
P – J.Cesar > A.Sutti [18:05] Indeferido – Ao abrir para dar passagem o piloto toca a zebra, perde o controle, mas em nenhum momento toca o #62, protesto totalmente desnecessário...
P – F.Matheussi > F.Minski [50:43] Indeferido – Incidente sem danos maiores.
N – M.Parma > J.Holohan [6:46] Notificação de auto punição por parte do #39.
P – V.Ritter > D.Gomes [28:46] +30s N3 – Retorno Perigoso.
P – F.Costa > G.Pecly [34:47] +30s N3 – Acidente em bandeira amarela.
P – V.Ritter > J.Palauro [6:27] +20s N2 – Acidente.
P – M.Rocha > R.Mello [90:27] +10s N1 - #70 muda de trajetória gerando uma reação em cadeia.
P – F.Barreto > A.Oliveira [50:45] +10s N1 – Uso de farol para reclamação.
P – A.Oliveira > M.Rocha [90:35] +30s N3 – Retorno Perigoso.

* Punições de 60s em diante são aplicado DQ da etapa.

CARTEIRA PUNITIVA.
John Palauro > 9 pts*
Elisio Netto > 6 pts**
Gustavo Alves > 6 pts
Marcio Rocha > 5 pts***
André Sutti > 3 pts
Dani Gomes > 3 pts
Fabio Minski > 3 pts
Gabriel Pecly > 3 pts
Jonathan Holohan > 3 pts
Julio Cesar > 3 pts
Marco Parma > 3 pts
Vinicius Ritter > 3 pts
Filipe Barreto > 2 pts
Renan Mello > 2 pts
Alexandre Oliveira > 1 pt
Fabricio Matheussi > 1 pt
Julio Rodrigues > 1 pt
Paulo Rodrigues > 1 pt

Punições Ruapuna Park.
John Palauro atingiu 9 pts na carteira e ficará suspenso de uma etapa.
Elisio Netto atingiu 6 pts e terá de fazer um drive thru na volta 1.
Marcio Rocha atingiu 5 pts e ficará sem qualificação na próxima etapa.
Jonathan Hologan +15 posições no próximo qualy.
Marco Parma +15 posições no próximo qualy.
Dani Gomes +15 posições no próximo qualy.

PONTUAÇÃO CAMPEONATO.
DPi – Pilotos
Leonardo de Souza assume a liderança do campeonato com 27 pontos, enquanto Gabriel Pecly vem em segundo com 20 pontos, Matheussi sobe para 18 pontos e alcança o terceiro lugar no campeonato.


DPi – Equipes
A HVM Racing Team vem na liderança do campeonato com 33 pontos conquistados, enquanto a Kemba Racing é a vice líder com 27 pontos, tendo a Hoperários Bravo Racing na terceira posição com 20 pontos.


GTD – Pilotos.
Julio Cesar assume a liderança do campeonato com 27 pontos conquistados, contra 16 de Marcio Rocha novo vice líder do campeonato, enquanto Elisio Netto ficou em terceiro após a desclassificação na etapa de Adelaide.


GTD – Equipes.
A 4EverBr assume a liderança com 40 pontos, sendo seguido de perto pela Cisco Air Racing 2 que vem com 22 pontos.
A Cisco Air Racing 3 vem na terceira colocação com 15 pontos conquistados.


PRÓXIMA ETAPA.
Agora a categoria vai a Nova Zelândia, para a terceira etapa no traçado de Ruapuna Park, traçado bastante plano, mas levemente travado, que com certeza será um novo desafio aos pilotos,


VT DA ETAPA.