Leonardo de Souza leva a melhor em caos chinês!!!

A primeira etapa da Dalla BMW M4 GT3 Cup, contou com um grid de 31 carros para a primeira etapa do campeonato, a prova ficou marcada por um atraso por um problema técnico, e quando a bandeira verde foi acionada, um acidente múltiplo na largada chamou atenção em um acidente digno de NASCAR.

Já na corrida ao longo dela os pilotos ainda se acostumando com tudo, tiveram muitos incidentes ao longo da corrida que fez a corrida ter 3 bandeiras amarelas.

QUALIFICAÇÃO.
Fabricio Matheussi (4EverBr) cravou a pole com o tempo de 1:31.919, seguido por Renan Mello (4EverBr MotorSport) que fez 1:31.924 fechando a primeira fila.
Jonatan Brochier com a Chrome Racing abriu a segunda fila e Pedro Santos (Voltz e-Racing Team 2) foi o quarto colocado, e também o pole a AM Cup, que é o campeonato a parte para os pilotos listados com carteira Bronze.
Ernesto Brock, Dani Gomes, André Brito, Filipe Barreto, Paulo Willami e Alisson Borges completaram o top 10 no qualifiyng.


CORRIDA.
Na largada a confusão foi instaurada quando dois carros da 4EverBr não largaram, sendo um deles Renan Mello que acabou sendo acertado por Pedro Santos que não conseguiu desviar e ai o caos se instarou com carros batendo entre si no engarrafamento que se formou durante a largada. Enquanto o outro carro foi André Brito que também acabou acertado por todos os carros.
Diante de tudo isso que pulou para a ponta foi Jonatan Brochier, seguido por Matheussi onde trocaram de posição na 7ª volta.
Enquanto isso, os pilotos iam subindo o grid como Leonardo de Souza (Kemba Racing) e Emerson Czerkawski (HVM Racing Team) vinham subindo posições no grid.
Na segunda amarela, poucos pilotos foram aos boxes e com isso alguns já puderam arriscar uma estratégia de tentar levar ao final sem parar.
Na volta 15 a terceira amarela chegou, com isso vários pilotos foram aos boxes, e ai novamente o caos se instaurou, com a quantidade de carros que foi aos boxes ao mesmo tempo, houve um engavetamento em varias das vagas, e alguns pilotos na ânsia de sair acabaram tocando outros, onde muitos perderam a asa traseira. No retorno dos pits, um dos atingidos foi Fabricio Matheussi que levou um toque de Ernesto Brock (HVM Racing Team) e acabou caindo no grid.
Enquanto isso Leonardo de Souza que havia saído lá do 28º lugar, veio em recuperação e assumiu a ponta.
Ao final de 32 voltas na corrida, Leonardo de Souza venceu a corrida, com Alisson Borges (Hammer Time) na segunda posição e Pedro Santos em terceiro e vencendo na categoria AM.
Jonatan Brochier, João Borges, Martin Rossi, Fabricio Matheussi, Dani Gomes, Ernesto Brock e Marco de Andrade completaram o top 10 dos 18 pilotos que completaram a etapa chinesa, além do que no pós corrida, 10 protestos e punições por queima de relargada acabou mudando o resultado e muitos pilotos foram desclassificados por acumulo de punições.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
P – C.Santana > G.Semi [24:47] +30s, N3 – Colisão em amarela.
P – R.Mello > V.Angel [33:08] +20s, N2 – Acidente
P – R.Mello > F.Minski [50:56] +20S, N2 – Acidente
P – F.Matheussi > E.Brock [41:09] +20s, N2 – Acidente
P – F.Matheussi > D.Gomes [57:50] +20s, N2 – Acidente
P – J.Brito > H.Oliveira [14:41] +30s, N3 – Colisão em amarela. (perde 15 posições na próxima)***
P – E.Czerkawski > F.Matheussi [50:31] – Acidente
P – V.Ritter > E.Czerkawski [48:37] – Indeferido.
P – M.Paes > R.Gustavo [32:28] *Foi analisado anteriormente pela liga.
P – M.Paes > P.Willami [32:28] *Foi analisado anteriormente pela liga.
P – Direção > R.Gustavo [48:14]  +20s, N2 - Continuar em pista com partes faltando (asa traseira).
P – Direção > C.Santana [47:54] DQ, N3 – Abandono sem comunicar DP.
P – Direção > V.Angel – DQ – Continuar em prova após capotagem**

Para ver a analise em video, clique AQUI

***Como o piloto abandonou a prova e não pode ter a punição em tempo aplicada, perde em posições na proxima.

**O piloto comunicou que estava em dúvida durante o acidente da largada, mas como a direção de provas estava resolvendo os vários incidentes durante a primeira amarela, a liga deu permissão pro mesmo continuar, sendo feita a analise no pós corrida, com isso a liga informa que o piloto não agiu de má fé, pois havia a dúvida e a direção de provas estava muito atarefada para puxar no replay, ou seja, nesse DQ não foi aplicado os pontos na carteira.

A liga confirmou comunicado em briefing, fez uma analise das relargada para verificar se os pilotos respeitaram o desligamento do limitador na linha de largada, assim como a velocidade que passaram, o limitador, batia entre 97 e 98 km/h, foram dados como punição a partir de 101 km/h. ou identificados que não usaram o limitador na amarela.
T.de Battisti [14:42] 103 km/h
H. Oliveira [14:47] 102 km/h
E.Czerkawski [14:48] km/h
R,Gustavo [14:49] 101 km/h
P.Willami [14:50] 102 km/h
V.Angel [14:51] 106 km/h
A.Brito [14:54] 102 km/h
R.Gustavo [32:30] 129 km/h
E.Czerkawski [32:30] 101 km/h
P.Willami [32:30] 171 km/h
A.Brito [32:31] 103 km/h
C.Santana [32:34] 101 km/h
V.Angel [48:17] 102 km/h

CARTEIRA PUNITIVA.
Rian Gustavo > 8 pts (suspenso por 1 etapa)
Victor Angel > 8 pts (suspenso por 1 etapa)

Emerson Czerkawski > 7,75 pts (largará dos boxes)
Cyro Santana > 6,75 pts (largará dos boxes)
André Brito > 6 pts (largará dos boxes)
Guilherme Semi > 6 pts (largará dos boxes)
Henrique Oliveira > 6 pts (largará dos boxes)
Paulo Willami > 6 pts (largará dos boxes)
Fabricio Matheussi > 5,25 pts (Sem qualificação)

Márcio Rocha > 4,5 pts
Fabio Minski > 3,5 pts
Dani Gomes > 3,25 pts
Thiago de Battisti > 3 pts
Ernesto Brock > 2,75 pts
John Palauro > 2,25 pts
Carlos Vinicius > 2 pts
Filipe Barreto > 2 pts
Gabriel Pecly > 1,75 pts
Leonardo de Souza > 1,75 pts
Vinicius Gonçalves > 1,75 pts
André Sutti > 1,5 pts
Elisio Netto > 1,5 pts
Gustavo Alves > 1,5 pts
Jonatan Brochier > 1 pt
Julio Rodrigues > 1 pt
Renan Mello > 1 pt
Vinicius Ritter > 1 pt
Jonathan Holohan > 0,75 pt
Julio Cesar > 0,75 pt
Marco Parma > 0,75 pt
Luiz Lemos > 0,5 pt
Luiz Schmitz > 0,5 pt
Thallisson Santos > 0,5 pt
Alexandre Oliveira > 0,25 pt
Paulo Rodrigues > 0,25 pt

PONTUAÇÃO
PILOTOS.
Leonardo de Souza começa o campeonato como líder com 25 pontos conquistados, enquanto Alisson Borges é o vice líder com 20 e logo atrás vem Pedro Santos com 16 pontos.


EQUIPES.
A Hammer Time volta as atividades e já vem com 32 pontos conquistados pelos Borges, enquanto a Kemba Racing aparece mesmo com um único carro em segundo lugar.
A Chrome Racing é a terceira colocada e vem com 22 pontos até aqui.


DALLA MUNICH DUNKELL AM CUP.
Pedro Santos que é o terceiro no geral, é o líder da categoria AM, enquanto João Borges (Hammer Time) é o vice líder com 20 e Marco de Andrade da M Tech Sports vem num belo terceiro lugar com 16 pontos até aqui.


PROXIMA ETAPA.
Agora a categoria vai a Austrália para a segunda etapa no lendário traçado de Bathurst em Mount Panorama para mais uma corrida cheia de emoções.

VT DA ETAPA.


VORC SERIES