MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

No colo do aniversariante!!!


A terceira edição de um evento em Buenos Aires foi para lá de emocionante, contando com um belo grid de 26 carros, o evento que já contou com Carreteras e TCR, passou a utilizar os Brasileiro de Marcas como veículos, uma escolha que deu uma etapa para lá de emocionante, com disputas intensas o tempo todo.

QUALIFICAÇÃO.
Gabriel Pecly (Bravo Racing Team) foi o pole com o tempo de 1:42.700, tendo a Kemba Racing de Rodrigo Volek com o tempo de 1:42.814.
A segunda fila foi formada por José Esgario (Green Flag) e Alexandre Oliveira da CTE Racing HVM.
Paulo Rodrigues, Dani Gomes, Leonardo de Souza, Vinicius de Oliveira, Thiago de Battisti e Alessandre Silva completou o top 10.


CORRIDA.
A corrida foi bem movimentada desde o inicio com um duelo entre Gabriel Pecly e Rodrigo Volek na ponta da prova. No meio pra trás as brigas vinham sendo intensas com pilotos que vinham escalando o grid.
A primeira amarela veio e vários pilotos foram aos boxes, e foi onde o jogo de estratégias começou, quem foi a liderança foi Rodrigo Volek seguido de Alexandre Oliveira e Leonardo de Souza da Kemba Racing.
A segunda amarela veio, e os lideres voltaram aos boxes, com Marcelo Vieira da Parma Motorsports assumindo a ponta seguido de Ernesto Brock e Emerson Czerkawski ambos da HVM Racing Team.
Na relargada Emerson Czerkawski passou os dois e assumiu a ponta da prova e na sequencia foi a vez de Ernesto Brock pular a ponta.
depois da terceira amarela, as coisas mudaram, e a sequencia foi intensa onde cinco carros começaram a brigar pela vitória ficou entre Ernesto Brock, Emerson Czerkawski, Gabriel Pecly, Rodrigo Volek e Alexandre Oliveira.
Pecly que vinha com pneus melhores ultrapassou e começou a ser perseguido por Brock e Alexandre.
Na parte final Pecly se aproveitou e abriu. Cruzando a linha de chegada na primeira posição em pista, completando as 44 voltas em 1 hora e 30 minutos.
Com Leonardo de Souza em segundo e Emerson Czerkawski em terceiro.
Ao final da corrida com os protestos a situação mudou e acabou caindo no colo do Aniversariante da noite e Emerson Czerkawski acabou levando a vitória, com Ernesto Brock em segundo e Thallisson Santos (CTE Racing HVM) fechando o pódio, e ainda melhor para o evento que Alexandre Oliveira foi o quarto e Felipe Granado (Herdez Competition) completando um quiento da equipe.
Marcelo Vieira, Dani Gomes, Paulo Rodrigues, Leonardo de Souza e Gabriel Pecly completaram o top 10 no final dos 15 carros que completaram a etapa.


PROTESTOS E PUNIÇÕES.
P – Jonathan Holohan > R.Volek [82:21] +30s – Retorno Perigoso.
P – Leonardo de Souza > Alessandre Silva [50:16] +30s – Buraco na largada.
P – Leonardo de Souza > Jackson de Souza [63:33] Verificado automático.
P – Francisco Costa > Cristiano Possobon [05:34] +20s – Acidente
P – Francisco Costa > Junior Nadal [32:12] verificado automático.
P – Francisco Costa > Leonardo de Souza [52:17] +20s – Acidente.
P – Francisco Costa > Jackson de Souza [63:22] verificado automático.
P – Francisco Costa > Emerson Barina [79:50] acidente.
P – Francisco Costa > Alessandre Silva [80:18] Indeferido.
P – Rodrigo Volek > Gabriel Pecly [53:15] indeferido.
P – Marcelo Vieira > Junior Nadal [38:51] +30s – Retorno Perigoso.
P – Direção > Junior Nadal - DQ – Abandono sem permissão.

Verificação limitador na linha, ou espaço na largada.*

*foi considerado a primeira linha como margem, em virtude de conter duas linhas quem desligou antes da primeira foi punido.

Rodrigo Volek [32:09]
Pedro Gubert [32:12] Espaço na largada.
Jackson de Souza [32:14]
Junior Nadal [32:18] Espaço na largada
Gabriel Pecly [32:21]
Jackson de Souza [50:14]
André Sutti [50:20] Espaço na largada
Junior Nadal [50:24] Limitador desligado.
Junior Nadal [63:32] Espaço na largada
Jackson de Souza [63:34] Queima largada.

*Pilotos com mais de 60s são desclassificados da etapa conforme o regulamento.

VT DA ETAPA.